Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/11/2011 15:27

Saiu para comprar cigarro e nunca mais voltou...

Fran Ribeiro

Sempre ouvi essa historia em novelas ou ate mesmo na vida real: “Saiu pra comprar cigarro e nunca mais voltou”, Sempre me faço a pergunta: onde vão parar as pessoas que saem para comprar cigarro e desaparecem? Li em algum lugar que recentemente, na Itália, uma mulher foi comprar cigarros e deixou seus filhos numa pizzaria. Bom, para sorte ou azar da mesma e também das crianças, ela foi encontrada. Mas quantos são os que não têm essa sorte (ou azar..) e são tragados pelo mundo, desaparecendo feito fumaça...

Toda vez que vejo cartazes ou anúncios na TV de fulanos e cicranos que saíram para comprar cigarro e desde então estão desaparecidos, me pergunto quem ou o que seria responsável pelos sumiços. Será que eles, os desaparecidos, cansaram da vida que levavam e resolveram dar outro rumo pra ela? Meteram a cara no mundo sem vontade de serem encontrados? Ou será que as empresas de cigarro são, na verdade, máfias de contrabando de órgãos? Se assim for, eles devem estar em falta de bons pulmões... Pode ser ainda que essas pessoas tenham sido abduzidas por extraterrestres, cuja missão é diminuir o número de casos de câncer de pulmão, boca e afins no planeta Terra...

Por muito tempo e a fim de desvendar esse mistério, venho pensando nesse fato, principalmente quando trabalhei numa instituição que atendia andarilhos. Minha curiosidade em saber os motivos conscientes ou inconscientes, pelos quais levavam a sair de casa era imensa, e religiosamente os questionavam: \\\"Minha família não me aceita do jeito que sou”. Mas que jeito...que modo de querer ser é esse que leva homens, por vezes tão jovens a saírem pelo mundo pra comprar cigarro! Percebia que eram pessoas com aparência triste, olhar no horizonte e sem nenhuma carência de gente.

Um dia, decidi que minha curiosidade devia me levar a campo, fui numa praça de uma grande metrópole e fiquei observando os transeuntes, procurando uma cara para saciar minha curiosidade (lá tinham muitos que saíram pra comprar o tal do cigarro), e eu, depois de comprar cigarro o suficiente para produzir fumaça equivalente à explosão de uma bomba, desisti da minha empreitada fracassada, e eis que me deparo com uma estranha criatura (não era um ET....).

Era um homem passando da meia idade. Cheiro forte de uns vinte e poucos anos de nicotina diária. Tinha nas mãos um maço de cigarros e na cara um olhar confuso. Olhava para todos os lados como se procurasse algo ou alguém conhecido. \\\"Oi!\\\"- eu disse. Ele, então, fixou os olhos embaçados (ou seria esfumaçados?) em mim e perguntou: \\\"A senhora me conhece?\\\" Eu respondi, um pouco sem graça, que não. Ele coçou a cabeça e em seguida ascendeu um cigarro e disse entre um pigarro e outro: \\\"Senhora, estou tendo um dia muito estranho... Se eu te contar o que aconteceu comigo, duvido que vai acreditar..\\\" Eu lhe apontei um banco que acabava de ser desocupado e, batendo de leve em seu ombro, encorajei-o a contar-me.

A primeira coisa que ele disse foi: \\\"A senhora fuma?\\\"...

http://mineirices.blogspot.com.br/2009/07/saiu-pra-comprar-cigarro-e-nunca-mais.html

O Cassilandianews não se responsabiliza por artigos ou opiniões com autoria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)