Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/04/2007 08:04

Saiu a lista tríplice para vaga no STJ

STJ

Um cearense, um carioca e uma mineira foram escolhidos para compor a lista tríplice que será encaminhada ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, para a escolha do novo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A eleição ocorreu há pouco, no Pleno do Tribunal. Os ministros escolheram três desembargadores federais em uma lista de 76 nomes de interessados em concorrer à vaga aberta com a saída do ministro Jorge Scartezzini, que se aposentou em fevereiro passado.

Em primeiro escrutínio, foram escolhidos os desembargadores Napoleão Nunes Maia Filho, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, com 25 votos e Benedito Gonçalves, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, com 20 votos. Em segundo escrutínio, foi escolhida a desembargadora Assusete Dumont Reis Magalhães, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com 18 votos (no primeiro escrutínio obteve 14 votos).

Também foram votados os desembargadores federais Ítalo Fioravanti Sabo Mendes (TRF-1ª, 11 votos em primeiro escrutínio e 12 no segundo), José Lázaro Alfredo Guimarães (TRF-5ª, 8 votos), Suzana de Camargo Gomes (TRF-3ª, 6 votos), Frederico José Leite Gueiros (TRF-2ª, 3 votos), Antônio Souza Prudente (TRF-1ª, 2 votos) e Maria Cecília Pereira de Mello (TRF-3ª, 1 voto).

A listagem segue para apreciação do presidente da República, que indica um nome e, uma vez escolhido, é encaminhado para aprovação do Senado Federal.

Perfis

O mais votado a compor a lista tríplice, Napoleão Nunes Maia Filho, 62 anos, é cearense de Limoeiro do Norte. Bacharel e mestre em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC), o magistrado possui o título de Notório Saber Jurídico e de Livre Docente em Direito Público/Direito Processual Civil. Juiz desde 1991, Napoleão Maia Filho é diretor da Revista do Tribunal Regional Federal da 5ª Região. No magistério, leciona Direito Processual Civil na UFC. Possui mais de dez livros de Direito publicados, afora livros de poemas.


Carioca, 53 anos, Benedito Gonçalves é formado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com especialização em Direito Processual Civil e mestrado pela Universidade Estácio de Sá. Juiz de carreira, Benedito Gonçalves chegou à magistratura em 1988, alcançando o cargo de juiz do Tribunal Regional Federal da 2ª Região por merecimento, em dezembro de 1998. Antes de ser juiz, o magistrado foi servidor público federal e exerceu o cargo de delegado de Polícia no Distrito Federal. Professor, leciona Introdução ao Estudo do Direito como titular na Universidade Estácio de Sá (RJ), faculdade em que também foi auxiliar, na disciplina de Direito Constitucional.

Mineira de Serro, Assusete Dumont Reis Magalhães integra o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, do qual é a atual presidente, desde 1993, tribunal a que chegou promovida por merecimento. Juíza de carreira – ingressou na Justiça Federal em setembro de 1984 –, a magistrada é formada em Letras e Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. Dentre outros cursos e simpósios, participou, em Londres, no King’s College – Universidade de Londres, do Seminário de Estudos Jurídicos, em 1990, e de curso de pós-graduação na Universidade Lusíada, em Porto/Portugal, em 2001. Antes de abraçar a magistratura, Assusete Magalhães foi assessora jurídica na Delegacia Regional do Trabalho de Minas Gerais até 1976, deixando esse emprego para assumir a função de procuradora autárquica do IAPAS, cargo que exerceu até 1982. Entre 1982 e 1984, foi procuradora da República.



Autor(a):Cristine Genú

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)