Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/04/2014 08:13

Saiba o motivo pelo qual hoje é uma data histórica para Chapadão dos Sul

Jovem Sul News

Neste dia 21 de abril de 2014, o Comendador Júlio Alves Martins comemora 42 anos de sua chegada na região. Na tarde daquele dia ensolarado, de 1.972, após almoçar em Cassilândia, vindo de Frederico Westhalen (RS), com escala em Cascavel, depois Ponta Porã, Dourados, Maracaju, Sidrolândia, Campo Grande e finalmente, em Cassilândia, partiu para o Pouso Frio.

Com o primeiro comprador de terras para a região, realizou um pouso seguro na MS-306, no Pouso Frio, nas cabeceiras do Rio Aporé, que divide o Estado com Goiás. No dia seguinte, 22 de abril, partiu de Cassilândia para Bauru (SP) e depois, após fechado o primeiro negócio de terras no Chapadão do Pouso Frio, 25.000 hectares, (10 Km x 25 Km) voaram para Londrina e depois Santo Ângelo, quando fechou 24 horas de voo. Estava a bordo do Cesna 170 PP DPQ, o Dr. Roque da Silva Prates (gerente do Banco do Brasil), procurador do comprador das terras, José Vicente Silva e o então sócio de Júlio Martins, na corretagem, Henrique Porto Franzen, o Chico Barreto.

Naquele dia, 21 de abril, iniciava-se a saga de um hábil negociante, que culminou com a colonização da região, com seus conterrâneos inicialmente e mais tarde a fundação da cidade e a emancipação do Município de Chapadão do Sul.

O progresso alcançado na região motivou Júlio Martins a transferir a sua família para o Município, onde mora até os dias atuais.

Para promover o desenvolvimento acelerado da cidade, doou mais de 300 terrenos para várias entidades representativas, igrejas, colégios, escolas públicas, órgãos públicos, faculdade, clubes e até para famílias de menor poder aquisitivo.

Neste ano de 2014, Júlio Martins mandou confeccionar quadros com fotos de uma pequena parte das doações realizadas, para que fique eternizado o seu desprendimento em nome do desenvolvimento da cidade e da região.

Para perpetuar a história, Júlio Martins trabalha incansavelmente com registros do seu intenso trabalho para a colonização e o desenvolvimento da região. Mandou construir um museu particular, uma praça e várias publicações que contam a sua história e a de Chapadão do Sul. No museu estão aviões, veículos, máquinas, equipamentos, utensílios, que fazem parte da história da vida do fundador e do próprio município. O museu está construído no local onde iniciou-se a fundação da cidade, aprovação do loteamento, do distrito e a condução do processo de emancipação, na Avenida Quatro, centro da cidade.

Desde o início da cidade, recebe frequentemente em sua casa, na Fazenda Júlio Martins, políticos, Presidente da República, Governadores, Ministros, Senadores, Deputados, estudiosos, curiosos e alunos da sua cidade, que buscam informações e aprendizagem sobre a história da região, da cidade, da fauna e da flora. Mantem Júlio Martins 1.500 hectares de mata nativa em sua fazenda. A mais de 30 anos recebe alunos na fazenda. Os políticos, entusiasmados com o crescimento e o desenvolvimento da região, sempre atenderam às solicitações de Júlio Martins para promover o crescimento.

Somente em um encontro, na Fazenda Júlio Martins, reuniram-se prefeitos de 16 municípios da região, Deputados e o primeiro Governador de Mato Grosso do Sul, Harry Amorim Costa.

Fonte: Jovemsulnews (Norbertino Angeli)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)