Cassilândia, Segunda-feira, 22 de Abril de 2019

Últimas Notícias

03/10/2018 07:53

Saiba como ser um doador de medula óssea

Agência do Rádio
Saiba como ser um doador de medula óssea

 

O transplante de medula óssea é um tratamento indicado para pacientes com doenças de sangue, como leucemia, linfomas e alguns tipos de anemia. De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, a chance de encontrar medula compatível é de uma em cem mil. Por conta disso, quanto maior o número de doadores cadastrados, maiores as chances dos pacientes.


Quem tem entre 18 e 55 anos, com um bom estado de saúde, sem doenças infecciosas ou incapacitantes, pode fazer parte do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea, o Redome. Para isto, é preciso ir até um hemocentro portando um documento com foto e dizer que quer ser doador de medula óssea.


Depois que você preencher uma ficha com informações pessoais e assinar um termo de consentimento livre, vai ser retirado uma amostra de sangue que vai identificar a característica genética do doador. A partir disso, os dados cadastrais e as informações genéticas são enviadas para o registro do Redome e o voluntário recebe uma carteira de doador.


A chefe do Núcleo de Captação de Doadores do Hemocentro do Distrito Federal, Ana Gabriela de Almeida Fernandes, conta quais são as doenças que impedem a doação de medula óssea.


“Doenças sexualmente transmissíveis, como o HIV, por exemplo; doenças autoimunes, como a tireoide e o câncer, por exemplo. Pessoas que portem o câncer não podem doar também.”


É importante destacar que o doador só é chamado quando aparecer uma pessoa com a medula compatível. Por isso, é importante que alterações de telefone e endereço estejam sempre atualizadas. Se for detectado a compatibilidade, novos testes são feitos. Caso seja confirmada essa compatibilidade, uma nova consulta é realizada ao doador para certificar se ele realmente deseja fazer a doação.


Se o doador realmente quiser, ele fará o uso de uma medicação por cinco dias para aumentar o número de células-tronco no sangue. Depois disso, o sangue é coletado e há a separação das células-tronco.


Também é importante destacar que não há a necessidade de internação nem de anestesia, sendo todos os procedimentos feitos pela veia. Normalmente, os doadores retornam às suas atividades habituais após uma semana da doação. Já a medula óssea se recompõe em apenas 15 dias.


Porém há uma outra opção que é feita em um centro cirúrgico e requer internação de 24 horas. Neste procedimento, a medula é retirada do interior dos ossos da bacia.


Reportagem, Cintia Moreira

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 22 de Abril de 2019
Domingo, 21 de Abril de 2019
09:00
Santo do dia
Sábado, 20 de Abril de 2019
09:00
Santo do dia
Sexta, 19 de Abril de 2019
11:00
Mundo Fitness
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)