Cassilândia, Sábado, 06 de Março de 2021

Últimas Notícias

21/01/2021 15:00

Saiba como denunciar quem furar fila na vacinação contra o coronavírus

MPMS disponibilizou canal de telefone 127 para população ajudar a fiscalizar o uso das doses prioritárias

Midiamax
Saiba como denunciar quem furar fila na vacinação contra o coronavírus

Com quantidade ainda insuficiente de vacina mesmo para grupos prioritários, a população pode ajudar a fiscalizar a aplicação das doses em Mato Grosso do Sul. O canal de ouvidoria foi liberado pelo MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) para relatar quem furar a fila.

Nessa primeira fase, estão sendo vacinados grupos de risco definidos no Plano Nacional do Ministério da Saúde: indígenas aldeados, idosos em situação de acolhimento e profissionais de saúde da linha de frente. No País, vários relatos mostram casos de pessoas que não se enquadram nas normas tentando ter acesso ao imunizante.

MP e TCE (Tribunal de Contas do Estado) do Amazonas já estão investigando a vacinação em filhos de um deputado e de empresário. Sem atuar na linha de combate à doença, eles tiveram a nomeação publicada nos dias que antecederam e sucederam a vacinação. O caso foi divulgado pela revista IstoÉ e veio à tona após os vacinados postarem em suas redes sociais. Como resultado, o prefeito informou que baixaria portaria impedindo as postagens de quem se vacinasse.

Em MS, o canal aberto para denunciar quem furar a fila ou favorecer essa conduta é o telefone 127. Para o Estado, foram enviadas 158.760 doses, sendo 97 mil destinadas apenas aos indígenas residentes nas aldeias.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 06 de Março de 2021
Sexta, 05 de Março de 2021
13:00
Penso Logo Produzo
Quinta, 04 de Março de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)