Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

Últimas Notícias

08/05/2019 08:20

Saber lidar com o dinheiro é problema entre jovens, aponta pesquisa

Campo Grande News

Pesquisa da CDL(Câmara de Dirigentes Lojistas) em parceria com o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) da Capital apontou que 47% dos jovens com idades entre 18 e 24 anos, faixa etária da chamada "geração Z", não tem controle dos próprios gastos.

A principal justificativa dos entrevistados é o fato de não saber fazer (19%) ou sentir preguiça (18%); não ter hábito ou disciplina (18%) ou não ter rendimentos (16%). No entanto, o descontrole não implica que a meninada está sempre “apertada” financeiramente.

Ainda segundo a pesquisa, pouco mais da metade dos jovens entrevistados possui dinheiro guardado (52%). Deles, 53% afirmam controlar receitas e despesa, e apesar de bastante conectados, 26% ainda utilizam o tradicional bloquinho de papel para organizar o orçamento. Entre os mais conscientes estão jovens como o autônomo Edward Rocha, de 24 anos, que depois de uma fase de grana curta, passou a se relacionar melhor com as finanças.

“A gente aprende com os erros e aprende a se controlar, cortar cartão de crédito e balada, por exemplo”, comentou. Ainda de acordo com o levantamento, de cada dez entrevistados, oito tem alguma fonte de renda (78%). Quase 36% trabalha com carteira assinada e 23% estão na informalidade, com bicos e freelances. E 22% dos jovens ouvidos não têm rendimentos.

Dos jovens que afirmam ter dinheiro guardado (52%), a maioria investe em opções pouco ou nada rentáveis: 53% mantém os valores na poupança, 25% guardam em casa e 20% na conta corrente.

Cristiano Tenório, de 23 anos, deixou de depender dos pais aos 21 anos. Ele afirma que hoje em dia é mais controlado com os gastos porque até os 19, ia muito em festas e gastava parte do que os pais davam com comida. “Quanto mais jovem, mais a gente cai no erro de pensar apenas no hoje e esquecemos do futuro”, completa.

Geração Z - A Geração Z reúne os nascidos entre 1995 e 2010, que hoje têm entre nove e 24 anos – sendo que a pesquisa considerou os jovens de 18 a 24 anos. Eles são considerados os primeiros nativos de um ambiente tecnológico e compõem grande parcela do mercado de consumo.

“Com a facilidade de compras e o fácil acesso, essa geração será o grande motor do consumo. E somente com educação financeira hábil o processo pode ser benéfico a todo o varejo”, explica o presidente da CDL/CG, Adelaido Vila.

Apesar de certo descontrole nas finanças, o estudo também revelou que 65% dos jovens da Geração Z contribuem financeiramente para o sustento da casa. Entre os 52% que tem o hábito de manter o dinheiro guardado, são muitas as principais motivações, entre elas a preocupação com imprevistos (33%), viagens (21%) e compra da casa própria (19%).

A vendedora Letícia Andrade, de 24 anos, por exemplo, diz que sempre anda no limite do gasto consciente. Para não ser pega de surpresa em uma eventual necessidade, ela afirma que guarda dinheiro em uma poupança. “Não é muito, mas tenho para emergências”, conta.

Em relação aos hábitos de consumo, 56% admitem que costumam ceder aos impulsos quando querem muito comprar algo, enquanto 47% às vezes perdem a noção de quanto podem gastar com atividades de lazer e 34% gostam de ter um produto que a maioria dos seus amigos têm. Três em cada dez admitem que a forma como gastam o dinheiro é motivo para brigas frequentes com pais, familiares ou cônjuge (32%).

Quatro em cada dez entrevistados já estiveram com o nome negativado (37%). Ao comentar as razões para os compromissos financeiros não pagos, os jovens mencionam a perda do emprego (24%), o fato de não terem planejado os gastos ou terem gasto mais do que podiam (21%) e o empréstimo do nome para terceiros (20%).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
07:20
Atenção motoristas e ciclistas
Quinta, 23 de Maio de 2019
22:00
Loterias
21:45
Loterias
21:42
Loterias
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)