Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/11/2014 11:15

Sabatistas vão esperar o pôr do sol para iniciar o Enem

Agência Brasil

No próximo sábado (8), 69.396 candidatos sabatistas farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os candidatos deverão chegar aos locais de prova com antecedência e, como qualquer outro estudante, ficarão de fora caso os portões sejam fechados. A diferença é que, por motivos religiosos, só começarão a resolver a prova quando o sol se puser.

Eles guardam o sábado por convicção religiosa, o que significa que só trabalham ou estudam após o pôr do sol. São, por exemplo, os adventistas e os judeus. A estudante Thauana Rodrigues, 16 anos, do terceiro ano do Colégio Adventista Milton Afonso, fará o Enem pela segunda vez, já que no ano passado fez a prova como treineira. “Da última vez, a gente ficou em uma sala mais afastada, só adventistas. Cansa, a gente fica ansioso, esperando o horário, mas não a ponto de atrapalhar a prova”, diz a estudante. “A gente cantou, conversou um pouco, foi interessante”, complementa.

Os sabatistas deverão chegar aos locais de prova entre as 12h e as 13h, no horário de Brasília. A prova, no sábado, será aplicada às 19h, também no horário da capital federal. Para os sabatistas que estarão no Acre, em Rondônia, Roraima e no Amazonas, o início será às 19h, no horário local, respeitando o pôr do sol nessas localidades que não adotam o horário de verão. Por causa disso, a espera pode chegar a até nove horas.

Para aguentar esse tempo, é preciso resistência. “Vou tentar descansar bastante no dia anterior. Uma dica que me deram é não olhar as redes sociais, deixar a mente vazia, nem estudar mais nada”, diz a estudante do terceiro ano Amanda Pereira, 16 anos. Esperar para fazer a prova pode ser “bom, porque descanso um pouco, e ruim, porque é horrível ficar sem fazer nada”, diz.

O estudante Nikollas da Silva Antes, 17 anos, também do terceiro ano, fará o Enem pela primeira vez, mas já passou por experiência semelhante quando prestou o vestibular da Universidade de Brasília (UnB). “É difícil porque a gente vai ficar o dia todo, vai cansar. Mas, fico feliz de guardar o sábado. Ficar lá para testemunhar a minha fé”.

Thauana concorda. “Acho maravilhoso que tenhamos essa opção. Senão seria ruim para quem é adventista. É uma forma de respeitar”.

Enquanto o número de inscritos no Enem cresce ano a ano e passou de 7,1 milhões no ano passado para 8,7 milhões este ano, o número de candidatos que solicitam o atendimento específico como sabatistas diminuiu. Eram 90,2 mil inscritos no ano passado.

“Acreditamos que no sétimo dia Deus descansou da criação do mundo, então para nós é um dia de descanso”, explica a orientadora educacional do Colégio Adventista Milton Afonso, Cleide Corumbá. “São princípios tratados na família, têm fundamento religioso, mas não é fácil para o jovem. Ter que se desprender, fazer diferente dos outros. E eles se sentem em desvantagem com isso, com o cansaço de ficar o dia todo recluso”, acrescenta.

Uma solução, demandada inclusive em petição online, é que a prova seja transferida para outro dia da semana, que seja realizada em um domingo e uma segunda-feira. Segundo a coordenadora pedagógica do ensino médio do Colégio Adventista, Valquiria Couto, um paliativo seria dar mais conforto para a espera. “Eles poderiam ficar em um ambiente diferente, com um violão, poderiam até ser acompanhados por um pastor que falasse sobre outros assuntos que não a prova”.

Para enfrentar a espera, Valquiria dá algumas dicas: que os candidatos não conversem muito para não perder a concentração e que descansem o máximo. No dia do exame, em cada local com um grupo de alunos da escola, haverá um representante da instituição, que entregará um lanchinho e motivará os candidatos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)