Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/11/2005 04:01

Rússia suspende embargo à importação de carne bovina

Edla Lula/ABr

A Rússia suspendeu ontem (28) o embargo à importação de carne bovina e suína do Acre, Amapá, Maranhão, Rondônia, Roraima e Tocantins. Em setembro do ano passado, o país havia aplicado restrições temporárias às importações de carnes bovina e suína originárias do Pará, Amazonas e de estados vizinhos, por causa do foco de febre aftosa no município amazonense de Careiro do Várzea.

O acordo assinado entre o Brasil e a Rússia previa que no prazo de um ano, caso fosse afastado o perigo de novos focos, a importação de carne dos estados vizinhos seria desembargada. E no prazo de dois anos, a dos estados afetados. Amazonas e Pará, portanto, só terão as restrições suspensas no ano que vem.

O comunicado que o Serviço Federal de Supervisão Veterinária e Fitossanitária da Rússia enviou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informa que os embarques só poderão ser efetuados de estabelecimentos habilitados a exportar carnes bovina e suína. Essa imposição só beneficia os estados de Tocantins e Rondônia, que tiveram os seus frigoríficos habilitados na semana passada.

Na carta, o governo afirma que "considerando a situação segura nos Estados do Pará e Amazonas em relação à febre aftosa nos últimos 12 meses, serão revogadas, a partir de 28 de novembro, as restrições temporárias às importações de carnes bovina e suína procedentes dos estados vizinhos – Acre, Rondônia, Tocantins, Maranhão, Amapá e Roraima".

De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Gabriel Alves Maciel, o fim do embargo pode significar um incremento de até 20% nas exportações de carne suína e bovina. O Brasil ocupa o primeiro lugar na importação russa desse tipo de carne e o primeiro na importação de frango. De janeiro e outubro deste ano, as exportações de carne para a Rússia chegaram a US$ 1,4 bilhão.

"O mais importante, no momento é termos conseguido o desembargo", afirmou o secretário. "O processo de negociação é lento e envolve muita diplomacia, com a vinda de diversas missões ao país para habilitar os frigoríficos", acrescentou, ao explicar que não é possível prever quando os outros estados poderão embarcar suas carnes. Maciel ressaltou ainda que o Brasil possui 253 frigoríficos já habilitados pela Rússia.

Na próxima semana, uma missão chefiada pelo secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Luís Carlos Guedes Pinto, negociará o fim do embargo à carne do Mato Grosso do Sul e do Paraná.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)