Cassilândia, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

29/11/2005 04:01

Rússia suspende embargo à importação de carne bovina

Edla Lula/ABr

A Rússia suspendeu ontem (28) o embargo à importação de carne bovina e suína do Acre, Amapá, Maranhão, Rondônia, Roraima e Tocantins. Em setembro do ano passado, o país havia aplicado restrições temporárias às importações de carnes bovina e suína originárias do Pará, Amazonas e de estados vizinhos, por causa do foco de febre aftosa no município amazonense de Careiro do Várzea.

O acordo assinado entre o Brasil e a Rússia previa que no prazo de um ano, caso fosse afastado o perigo de novos focos, a importação de carne dos estados vizinhos seria desembargada. E no prazo de dois anos, a dos estados afetados. Amazonas e Pará, portanto, só terão as restrições suspensas no ano que vem.

O comunicado que o Serviço Federal de Supervisão Veterinária e Fitossanitária da Rússia enviou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento informa que os embarques só poderão ser efetuados de estabelecimentos habilitados a exportar carnes bovina e suína. Essa imposição só beneficia os estados de Tocantins e Rondônia, que tiveram os seus frigoríficos habilitados na semana passada.

Na carta, o governo afirma que "considerando a situação segura nos Estados do Pará e Amazonas em relação à febre aftosa nos últimos 12 meses, serão revogadas, a partir de 28 de novembro, as restrições temporárias às importações de carnes bovina e suína procedentes dos estados vizinhos – Acre, Rondônia, Tocantins, Maranhão, Amapá e Roraima".

De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Gabriel Alves Maciel, o fim do embargo pode significar um incremento de até 20% nas exportações de carne suína e bovina. O Brasil ocupa o primeiro lugar na importação russa desse tipo de carne e o primeiro na importação de frango. De janeiro e outubro deste ano, as exportações de carne para a Rússia chegaram a US$ 1,4 bilhão.

"O mais importante, no momento é termos conseguido o desembargo", afirmou o secretário. "O processo de negociação é lento e envolve muita diplomacia, com a vinda de diversas missões ao país para habilitar os frigoríficos", acrescentou, ao explicar que não é possível prever quando os outros estados poderão embarcar suas carnes. Maciel ressaltou ainda que o Brasil possui 253 frigoríficos já habilitados pela Rússia.

Na próxima semana, uma missão chefiada pelo secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Luís Carlos Guedes Pinto, negociará o fim do embargo à carne do Mato Grosso do Sul e do Paraná.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Outubro de 2017
Sábado, 21 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)