Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/12/2004 13:12

Ruralista alerta para a tensão no campo em MS

Dourados News

Ao fazer a abertura de uma reunião sobre georreferenciamento de terras, na manhã de hoje no Sindicato Rural de Dourados, o presidente da Comissão de Assuntos Fundiários(CAF), Célio Vilela de Andrade alertou para a tensão existente no campo, devido as invasões organizadas por sem-terra e índios.

Ele defendeu “maior organização e união da classe ruralista para fazer frente à essa situação, porque estamos tendo a nossa liberdade cerceada e tensão no meio rural é clara”, citando os casos das fazendas Campo Belo, na região do porto Cambira, e da Ypuitã que estão ocupadas por indígenas e a reintegração de posse não é cumprida.

“Em contrapartida, o produtor rural é pressionado por todos os lados pela legislação, quanto a cobrança de impostos, a fiscalização trabalhista e na hora de comercializar a sua safra”, frisou Célio Vilela de Andrade. “Vivemos quase um clima de terror”, definiu o pecuarista, “com tanta pressão sobre o nosso setor”.

Medição
A palestra de hoje abordou o tema “Georreferenciamento: Descomplicando o mito” -- medição das áreas rurais que é uma exigência para o cadastro nacional de imóveis rurais. Uma lei criou o sistema de registro, alterando várias legislações em vigor, como a Lei nº 6.015/73, obrigando o proprietário a fazer o georreferenciamento.
As fazendas com mais de 5.000 hectares deveriam fazer a medição até 30 dias da publicação da referida lei; áreas de 1.000 a 4.999 hectares no prazo de um ano; de 500 a 999 hectares dentro de dois anos; e áreas com menos de 500 hectares até 2005.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)