Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/07/2015 20:52

Roubalheira - o que pensa o eleitor?

Manoel Afonso

Acabei de ler a pérola dita pela viúva do ex-deputado Janene na CPI da Petrobras– de que ele ‘não inventou a corrupção’. Ao lado, a nota da operação da Polícia Federal apreendendo bens e documentos do ex-presidente Collor. Ainda na mesma edição as informações do caso da ‘Lama Asfáltica’ e a decisão judicial de aferir os vencimentos dos vereadores da capital eleitos ainda em 2008.


Trocando em miúdos; é muita notícia ruim de uma só vez e em todas elas aparecem nomes de personagens políticos – de maior ou menor envergadura. No fundo, esse pacote de desgraças acaba dando material de sobra para a construção do pessimismo em nosso imaginário. Seria o caso de se comparar com a situação do cidadão doente que não aguenta mais ouvir falar em doenças e morte.


Cansamos de ouvir e ler referências sobre a falta de memória do brasileiro em todos os segmentos. E evidentemente que a política não seria exceção pelos seus ingredientes nascidos de uma cultura ‘além mares’, que tem sobrevivido e até se fortalecido ao longo dos períodos da história do país.


A ‘jurisprudência’ deste Brasil do ‘prende e solta’, que não se equipara a outros modelos sólidos de justiça do Primeiro Mundo, ainda não ganhou a respeitabilidade da opinião pública. Mesmo aquele processo que destituiu o ex-presidente Collor não foi o suficiente pelas circunstâncias políticas da época.


Hoje o fantasma da corrupção não distingue partidos e nem seus personagens acusados ou acusadores. A ética esfarelou-se de tal modo que a própria justiça vai perdendo sua áurea de independente - notadamente pela influência do Executivo na composição da mais alta corte do país. Há mais desconfianças do que certezas quanto a conduta da ‘ex-respeitável senhora’.


Para piorar, o ingrediente da inflação azeda o nosso humor porque nos empobrece, em contraste com os casos de corrupção que enriquecem seus personagens. Talvez seja esse o ponto chave que pode finalmente indignar a grande maioria dos brasileiros.


Se o brasileiro gosta de levar vantagem, não deve esquecer de que não está participando desta festa exclusiva de políticos e empreiteiros.


E o pior: vai ter de pagar essa conta através de mais impostos.


De leve...

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)