Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/05/2008 08:01

Rogério Cogo: falta de planejamento pode matar a empresa

Rogério Cogo*

Em nossa abordagem semanal, o foco será dado a questão do Planejamento nas Empresas. Considerado um tema bastante abrangente, logicamente que não teremos a pretensão de sintetizar o tema “Planejamento” num sentido amplo em que o mesmo deve sempre ser priorizado no dia a dia das Empresas, mas nossa colaboração estará no âmbito do que não devemos praticar em termos de planejamento.

Diante de inúmeros conceitos de Planejamento existentes, acreditamos poder valorizar o do Planejamento Estratégico, colocado em prática nas ações empresariais.

A título de esclarecimento, para Cobra (2004), Planejamento Estratégico é a análise racional das oportunidades oferecidas pelo meio, dos pontos fortes e fracos das empresas e da escolha de um modo de compatibilizar a estratégia entre dois extremos, para que se possa satisfazer do melhor modo possível os objetivos da empresa.

Por parecer algo tão complexo em termos de definição, passa-se a entender as causas de tamanha confusão conceitual na prática das ações cotidianas no contexto das empresas.

Mas procurando decifrar o ‘enigma’ da definição dada por Cobra e acima caracterizada vejamos:
Análise racional das oportunidades oferecidas pelo meio = estudo criterioso das tendências do segmento de mercado onde a empresa atua.

Dos pontos fortes e fracos das empresas = estudo de qualidades e falhas (não só as dos concorrentes, mas faça a sua autocrítica).

Da escolha de um modo de compatibilizar a estratégia entre dois extremos= Busca pelo equilíbrio nas ações do Planejamento Estratégico: traçar metas compatíveis à realidade da sua Empresa.

Para que se possa satisfazer do melhor modo possível os objetivos da empresa= Resultado de um Planejamento Estratégico eficaz, que na verdade é aguardado pelo empreendedor/ empresário/ dono do negócio.

Contudo, passa a ser de suma importância que não sejamos hipócritas e até certo ponto omissos em todas as fases do Planejamento Estratégico desde a sua elaboração/criação culminando com a sua eficiente execução pelos colaboradores nas Empresas.

É importante definir:
• Abrangência - qual o "tamanho" do Planejamento;
• Etapas do planejamento (deve ser profundo o suficiente e ao mesmo tempo prático);
• Tempo e duração do planejamento - equilibrar bem o "fazer" e o "pensar".

Quanto às características do Planejamento Estratégico, o mesmo deve ser:
• SIMPLES
• CLARO
• PRÁTICO
• FLEXÍVEL
• ÚTIL.

Vale ressaltar agora, como foi mencionado no início, o que não devemos praticar com relação ao Planejamento Estratégico.

• Imaginar que o Planejamento Estratégico é um ‘Evento’ na estrutura da empresa, pois na verdade, o mesmo é um processo constante, que não tem hora para começar tão menos para acabar.

• Ter a visão que o Planejamento ‘atrapalha’ a rotina do trabalho diário na Empresa. Ao contrário, se bem dimensionado, o Planejamento torna-se um aliado fundamental na prática empresarial.

• Crer que o Planejamento serve para ‘prever o futuro’, e que isso por sua vez, é algo impossível na rotina atual das Empresas. Na realidade, o Planejamento visa criar cenários de trabalho e visões com grande probabilidade de ocorrência, nada mais do que isso!

• Bater na tecla: ‘Planejamento é nada, execução é tudo’. Na prática, uma execução inteligente e eficaz de um Plano flexível, é a melhor fórmula do sucesso.

• Acreditar que um bom Planejamento trará resultados imediatos para a Empresa. Na verdade, sem acompanhamento, análise, aprendizado e ajustes nenhum Planejamento consegue gerar bons resultados.

• Ter em mente que se a alta direção da Empresa apoiar, o Planejamento acontece. Não basta somente a alta direção se comprometer com o Plano, todos (do presidente ao faxineiro) precisam ter envolvimento com a ‘Causa”.

• Definir que o planejamento é confidencial não devendo ser divulgado. Essa concepção deve ser mudada: cada colaborador deve saber aquilo que necessita saber afim de que consiga desempenhar bem suas atribuições do Planejamento.

Pense nisso, busque colocar em prática e sucesso!

* ROGÉRIO COGO é Administrador e Consultor Empresarial, Mestre em Estratégias Organizacionais pela UNIMEP/SP, Coordenador Pedagógico e Professor Universitário do Curso de Administração da FIC – Faculdades Integradas de Cassilândia, Especialista em Gestão Empresarial, Gerente de Gestão e Planejamento das FIC - Faculdades Integradas de Cassilândia.

REFERÊNCIAS
COBRA, M. Administração estratégica do mercado. 1ª ed. Atlas, São Paulo. 2004.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)