Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/05/2004 15:43

Rodovias prejudicam safra de grãos

Assessoria Assomassul

De nada adiantaram os apelos do ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, no início do ano, para que fossem investidos recursos na recuperação das rodovias brasileiras. A demora na liberação de verbas comprometeu, mais uma vez, o escoamento da safra agrícola. A estimativa do governo e do setor privado é que, do total de 120 milhões de toneladas de grãos que foram colhidos este ano, de 10% a 12% — ou, cerca de 12 milhões de toneladas — sejam desperdiçados por causa das más condições de transporte. Dos R$ 3 bilhões anunciados há cerca de dois meses pelo governo para a melhoria de estradas federais, estaduais e municipais até agora nada saiu do papel. — Não há mais tempo. Os investimentos só vão beneficiar o escoamento da próxima safra. As perdas dessa safra são irreversíveis — disse Roberto Rodrigues, durante seminário sobre o Porto de Santos, realizado em Brasília. ‘Apagão logístico'' impede país de ter safra maior Para o presidente da Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística (ACNTC), Geraldo Vianna, o país vive uma espécie de “apagão logístico”, que impede o país de ter uma safra maior. — Estamos condenados a não crescer ou a crescer muito pouco. Sem contar o aumento de custos, por causa do frete. Ou seja, nossa carência de infra-estrutura estabelece um teto para nosso crescimento e acabamos torcendo para que a safra seja menor — afirmou o presidente da ANTC, que acredita que o nível de desperdício pode chegar a 12%. — Foi até bom que a safra agrícola deste ano tenha ficado cerca de 10 milhões de toneladas abaixo do que esperávamos. Senão, a situação seria absolutamente caótica — consolou-se Luiz Antônio Fayet, diretor da Confederação Nacional da Agricultura (CNA).


Autor:
Imprensa

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)