Cassilândia, Sábado, 20 de Julho de 2019

Últimas Notícias

31/05/2019 00:04

River arrasa o Furacão no final e conquista a Recopa

Gazeta Esportiva

Com um Monumental de Núñez lotado em Buenos Aires, o River Plate bateu o Athletico Paranaense por 3 a 0, e conquistou pela terceira vez em sua história o título da Recopa Sul-americana. No jogo de ida, em Curitiba, a vitória foi do Furacão, por 1 a 0, mas os brasileiros não conseguiram sustentar a vantagem.

Depois de uma primeira etapa sem bola na rede, com muita emoção, bola na trave e grandes defesas dos dois goleiros, a equipe argentina abriu o placar aos 18 minutos da segunda etapa, com Fernandez, que cobrou pênalti, parou em Santos, mas aproveitou o rebote para marcar. Aos 46 minutos, prato recebeu lançamento e fuzilou para fazer. Ainda deu tempo para Suárez fechar a contagem.

Agora, o Furacão, que ainda não conseguiu vencer fora de casa com seu time principal na temporada, volta suas atenções para a Libertadores da América, o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

O jogo – Precisando do resultado, o time do técnico Marcelo Gallardo entrou modificado, com a entrada de Santos Borré e Pérez, este entrando para dar mais experiência ao meio-campo, protegendo sua defesa. Coma bola rolando, o Furacão marcava pressão para não deixar os donos da casa respirarem nos primeiros movimentos. Wellington tentou o primeiro arremate, aos cinco minutos, mandou para longe da meta.

O River conseguiu seu primeiro cruzamento apenas aos nove minutos, com Anglieri, que mandou nas mãos de Santos. O jogo era de muita marcação, truncado em alguns momentos, com muitas faltas. Aos 13 minutos, ótima triangulação doa taque argentino, com Pérez recebendo na área e mandando uma bomba na trave. Los Millonarios cresceram na partida e começaram a pressionar, empurrados pelo torcedor.

Troca de passes na lateral da área athleticana até a chegada de Angileri, que bateu no meio do gol, facilitando para Santos. Jogo aéreo, aos 17 minutos, desta vez para Pratto, que testou para defesa do goleiro brasileiro. Na resposta, descida em velocidade com Lucho, que levantou para Nikão, que não deu sequência à jogada, com falta sobre Armani. Santos operou um milagre, aos 22 minutos, parando chute de primeira de Pratto, no cantinho, cedendo escanteio.

O Athletico passava por um momento difícil, sem conseguir ficar com a bola nos pés. Aos 29 minutos, quem tentou o tiro foi Pérez, de fora da área, por cima da meta. O Furacão assustou aos 31 minutos, com Rony fazendo a jogada e cruzando na pequena área para Lucho completar e Armani praticar grande defesa. O Athletico equilibrou as ações, mas tinha dificuldade no último passe. Aos 46 minutos, Barré recebeu na área e girou o corpo para finalizar e Santos agarrar.

Para a etapa final, o River retornou com o meia De La Cruz no lugar do volante Palacios. Aos dois minutos, cobrança de escanteio na cabeça de Lucas Pratto, que parou nas mãos de Santos. Furacão estava acuado nos primeiros minutos. Confusão na área athleticana, aos 11 minutos, e Montiel arrematou pressionado, ganhando escanteio. Aos 14 minutos, reclamação de toque na mão de Lucho na área, e o árbitro consultou o VAR. Pênalti marcado para o River. Na cobrança, Fernández parou em Santos mas, no rebote, mandou para o fundo da rede.

O jogo ficou quente, com algumas entradas mais duras dos dois lados. Aos 28 minutos, Montiel, na cara do gol, finalizou de primeira e Santos fez mais uma grande intervenção. O árbitro, no entanto, anotou impedimento na jogada. Aos 30 minutos, foi a vez de Fernández, em posição legal, chutar e parar no goleiro brasileiro. Em uma rara chegada do Furacão, aos 34 minutos, Lodi chutou no cantinho e Armani mandou para escanteio.

A equipe brasileira tocava mais abola, procurando manter as ações em seu campo de ataque, espertando por uma bola pra definir o jogo, já que o resultado levava para a prorrogação. Substituído, Lucho saiu de campo aplaudido pela torcida adversária, já que segue como ídolo no clube. Aos 43 minutos, a bola ficou viva na pequena área argentina e ninguém conseguiu aproveitar. Até que, aos 46 minutos, lançamento para Lucas Pratto, que dominou, ao seu estilo, e fuzilou para marcar o gol. Suárez, aos 49 minutos, aproveitou contra-ataque e falha da defesa para fechar a contagem.

RIVER PLATE (ARG) 3 X 0 ATHLETICO PARANAENSE (BRA)

Local: Monumental de Núñez, em Buenos Aires (Argentina)
Data: 30 de maio de 2019, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Claudio Rios (Chile)
Árbitro de vídeo: Diego Haro (Peru)
Assistentes de árbitro de vídeo: Victor Carrillo (Peru) e Jonny Bossio (Peru)
Cartões amarelos : Quarta, Montiel (River); Lucho, Bruno Guimarães, Renan Lodi, Wellington (Athletico)

Gols
RIVER PLATE: Fernández, aos 18 minutos e Lucas Pratto, aos 46 minutos e Suárez, aos 49 minutos do segundo tempo

RIVER PLATE: Armani; Montiel, Pinola, Martínez Quarta e Anglieri (Mayada); Enzo Pérez, Ponzio, Palacios (De La Cruz) e Ignacio Fernández; Santos Borré (Matías Suarez)e Pratto
Técnico: Marcelo Gallardo

ATHLETICO PARANAENSE: Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington; Nikão (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães, Lucho González (Léo Cittadini) e Rony; Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 20 de Julho de 2019
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Sexta, 19 de Julho de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Quinta, 18 de Julho de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)