Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/10/2004 13:16

Risco de ferrugem está em 100% das regiões produtoras

Marta Ferreira e Fernanda Mathias / Campo Grande News

O chefe-adjunto de pesquisas da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) em Dourados, Renato Roscoe, afirmou esta manhã que 100% dos municípios produtores de soja em Mato Grosso são áreas de risco para a ocorrência da ferrugem asiática da soja nas lavouras. Por isso, de acordo com ele, são importantes as ações como a campanha de combate à doença que está sendo lançada hoje, para evitar que se repitam este ano os estragos do ano passado.
O primeiro caso da ferrugem da soja em Mato Grosso do Sul foi detectado na safra 2000/2001. Mas foi na colheita passada que o prejuízo atingiu o ápice, piorado pelos efeitos da seca.
Combinada com a estiagem, a ferrugem da soja gerou um prejuízo estimado em R$ 750 milhões. O resultado foi quebra de 20% na safra, contra uma expectativa de aumento de 25%. Roscoe afirma que não é possível precisar qual a participação da ferrugem asiática neste montante de perdas, dadas às características da doença. Lembra que um das formas de identificação é o desfolhamento da planta. Como a seca prejudicou as lavouras, houve planta que nem folha tinha, então não havia como identificar se o problema foi a seca ou a doença. Outro problema apontado pelos produtos à época que não pode ser confirmado, nem negado, é reclamação de que os defensivos usados para pulverizar as lavouras terem, em vez de melhorado, piorado a situação das plantas. De acordo com ele, quando este tipo de queixa chegou à Embrapa, só haviam fotos da vegetação atingida, e por isso não havia como fazer análises técnicas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)