Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/09/2004 16:23

Rio Tinto vai investir 650 milhões de dólares em Corumbá

Cadu Bortolotto

- Aos poucos, tudo aquilo que prevemos e pelo qual temos trabalhado está acontecendo. A usina térmica, os pólos gás-químico e mínero-siderúrgico, e agora a expansão das atividades da Rio Tinto, que vão gerar mais empregos e riquezas para Corumbá , Ladário e todo Mato Grosso do Sul. Não há dúvida. A fronteira de nosso estado com a Bolívia vai se transformar em um dos maiores pólos de desenvolvimento do Brasil.
A afirmação é do senador Delcídio do Amaral, ao comentar a decisão da mineradora Rio Tinto de investir US$ 650 milhões nos próximos três anos, para ampliar a capacidade da mina que a empresa possui em Corumbá e desenvolver, em sociedade com o grupo argentino Techint, um pólo de mineração e siderurgia para a produção de 1 milhão de toneladas de ferro e aço.A decisão da Rio Tinto foi divulgada em matéria veiculada nesta quinta-feira na primeira página do jornal Valor Econômico, um dos mais respeitados diários especializados em economia do Brasil.
A matéria, assinada pela jornalista Vera Saavedra Durão, revela que os recursos a serem destinados a Corumbá são maiores que todos os investimentos feitos até hoje pela companhia anglo-australiana, que há 33 anos opera no país.
- Esses recursos são um sinal claro que a Rio Tinto visualizou em Corumbá uma oportunidade única para expandir suas ações no Brasil. Ali chega o gás natural que vem da Bolívia, com preço competitivo e em quantidade abundante para abastecer os altos fornos de uma siderúrgica. O minério que a empresa extrai na região tem um dos maiores graus de pureza do mundo. E é também na região de fronteira que a Petrobras vai implantar o pólo gás-químico, para produzir amônia, uréia, gás de cozinha , polietileno e derivados de plástico.Nas conversas que eu, a ministra Dilma (das Minas e Energia) e o governador Zeca tivemos com Robert Graham, presidente da Rio Tinto Brasil, mostramos a viabilidade do investimento. E ele, como dirigente de um grupo que é o segundo maior do mundo na área de mineração - o primeiro colocado é a Companhia Vale do Rio Doce - conhece a qualidade de seu produto e a competitividade que terá o aço produzido em Corumbá no mercado interno e externo - afirmou Delcídio.
Na reportagem do Valor Econômico, o presidente Robert Graham diz que os investimentos no país estão dentro da estratégia internacional da companhia, que é desenvolver grandes empreendimentos na área de minerais e metais a baixo custo. O projeto vai envolver a construção de uma pelotizadora com produção prevista de 750 mil toneladas a 1 milhão de toneladas, uma usina para produzir ferro, uma aciaria e uma termelétrica a gás. A produção de minério de ferro na mina de Corumbá vai passar de 1 milhão de toneladas para até 15 milhões de toneladas.
A Rio Tinto já começou a negociar com a Petrobras e o governo boliviano o fornecimento de gás para o pólo a preço competitivo. O gás natural entrará como insumo em todas as usinas e como gerador de energia para a aciaria elétrica que vai produzir inicialmente 1 milhão de toneladas de aço por ano. A Rio Tinto e a Techint querem definir o local de instalação das usinas até o primeiro trimestre de 2005.
O senador Delcídio revelou que, a exemplo do que aconteceu para a implantação da usina térmica e do pólo gás-químico, vai fazer gestões, juntamente com o governador Zeca e a ministra Dilma, para que o governo boliviano ofereça a Rio Tinto um preço diferenciado no gás natural em todos os investimentos da empresa na região.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)