Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/03/2005 14:11

Revisão da pauta da soja dá fôlego ao produtor de MS

Famsasul Notícias

Os valores da pauta de referência fiscal da soja e derivados foram reduzidos esta semana por determinação da Secretaria de Estado de Receita e Controle de Mato Grosso do Sul. A pauta fiscal é utilizada como referência para a cobrança do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e sua redução foi possibilitada após intensa negociação da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) junto ao executivo estadual.

Conforme portaria publicada no dia dois de março último no Diário Oficial do Estado, os valores da pauta serão recolhidos da seguinte forma: soja em grão a granel R$ 0,45 o quilo e R$ 27,00 para o produto ensacado no caso de operações internas. Nas operações externas a cobrança passou a R$ 0,56 o quilo de soja a granel e R$ 33,60, incidindo sobre a saca de 60 quilos.

Com a medida, os produtores foram beneficiados com o impacto da diferença entre o valor da pauta de referência e o de comercialização, como explica a consultora da Casa Rural, Adriana Mascarenhas. Além da soja, a Secretaria de Receita e Controle alterou os valores da pauta do frango de granja e caipira para abate, do frango de cria, galinha poedeira, galinha de granja, do leite in natura e aguardente.

Adriana Mascarenhas ressalta que o próximo passo agora é reduzir a pauta de referência incidente sobre o ICMS do boi, com diferença significativa em relação ao valor comercial. De acordo com a planilha da Secretaria de Receita e Controle, a pauta da arroba da vaca gorda em operações internas é de R$ 55,00 e chega a R$ 56,00 nas negociações interestaduais. Bem abaixo disso está o preço de comercialização do produto, R$ 46,00. A situação não é diferente com o a arroba do boi gordo, cuja pauta nas operações internas é R$ 62,00 e R$ 63,50 nas interestaduais, mas fica em R$ 53,00 para comercialização.

Também merece atenção o milho, ainda com diferença entre valor da pauta (R$ 16,00 em operações interestaduais em saca de 60 quilos) e a comercialização (R$ 13,00). A consultora da Casa Rural acrescenta que essa diferença é absorvida pelo produtor em detrimento da indústria.



Sandra Luz

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)