Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/09/2007 18:35

Resultado do PIB reduz temor de pressões inflacionárias

Alana Gandra/ABr

Rio de Janeiro - O economista Salomão Quadros, coordenador de Análises Econômicas do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getúlio Vargas, considerou o crescimento de 5,4% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre, em relação a igual período de 2006, uma taxa elevada que o país não via há cerca de dez anos, nessa base de comparação.

Ele ressaltou, no entanto, que nesse mesmo período do ano passado a base estava baixa: "Então, já era esperada uma taxa forte, comparada à do segundo trimestre do ano passado, e isso se confirmou – é a maior dos últimos dez anos, nessa comparação”.

Em termos conjunturais, Salomão Quadros destacou como fator positivo o fato de o crescimento do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), anular as discussões sobre a possibilidade de aquecimento acentuado da economia, o que poderia levar a uma pressão inflacionária.

Segundo o economista, a análise dos dados com ajuste sazonal em relação ao trimestre anterior mostra mais uma "leve desacelerada", o que significa que o crescimento do PIB no segundo trimestre de 2007 foi de 0,8%, contra 0,9% no trimestre anterior e contra 1% no quarto trimestre de 2006.

“Na verdade, a economia não está numa fase de expansão descontrolada. Embora esteja bem, crescendo bastante, hoje em dia voltou a ser uma preocupação a possibilidade de crescimento a uma velocidade incompatível com a estabilidade de preços e, com isso, as pressões inflacionárias começarem a se manifestar. Acho que esse resultado dá uma suavizada nessas preocupações”, argumentou Quadros.

Ele lembrou ainda que o investimento aparece com destaque no resultado do PIB – crescimento pelo décimo-quarto mês consecutivo, com expansão de 13,8% no segundo trimestre de 2007, a maior taxa desde o segundo trimestre de 2004, quando atingiu 14%. E que houve também aumento do consumo das famílias, "mas sem explosão".



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)