Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/07/2008 19:54

Repasse à UEMS é considerado legal e vai à votação

Aline dos Santos /Campo Grande News

O repasse de 3% da receita tributária anual à UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) foi considerado constitucional pela CCJR (Comissão da Constituição e Justiça) e será votado amanhã na Assembléia Legislativa.

Ao todo, foram aprovadas as quatro emendas à LDO (Leis de Diretrizes Orçamentárias). Contudo, a proposta do deputado Paulo Duarte (PT) foi a mais polêmica. A mudança, que excluiu a vinculação à receita, foi autorizada no fim do ano, em meio a um pacote de medidas aprovadas pela Assembléia.

Na emenda, o deputado propõe a revogação do artigo que retirou a autonomia da universidade. O governo chegou a considerar o repasse como inconstitucional. Porém, no último dia 9, o presidente da Casa, Jerson Domingos, afirmou que o governo repassará os 3%.

De acordo com o deputado Pedro Kemp (PT), a CCJ considerou o repasse legal, pois o artigo 167 da Constituição Federal permite vincular o ensino à receita. A emenda foi aprovada por 4 votos a 1. O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) que também apresentou emenda para legislar sobre a UEMS, foi o único que votou contra.

A proposta de Arroyo é repassar à UEMS os mesmos recursos do exercício anterior, mais o índice de correção referente à inflação do período subseqüente e, sobre esse montante, um acréscimo de 3%. Segundo Kemp, caso seja aprovada o texto da segunda emenda, a instituição de ensino perderia R$ 20 milhões por ano.

Prejudicada - O presidente da CCJR, deputado Marcos Trad (PMDB), salienta que não há problema sobre o fato de duas matérias divergentes irem à votação. “Se for acolhida a do Duarte, a outra fica prejudicada”, aponta. A mesma afirmação é válida caso a de Arroyo seja aprovada antes da proposta do deputado petista ser votada.

De acordo com Trad e Kemp, a emenda de Paulo Duarte deveria ser votada primeiro, pois foi apresentada antes. Também votaram a favor da emenda os deputados Reinaldo Azambuja (PSDB) e Onevan de Matos (PDT).

Social – Duas emendas à LDO voltadas para o social, de autoria dos deputados Amarildo Cruz (PT) e Paulo Duarte (PT), também serão levadas ao plenário. A primeira propõe que as políticas sociais do governo do Estado adotem como referência o princípio da superação das desigualdades sociais, raciais e de gênero.

A segunda sugere a definição de critérios para a transferência de recursos do Estado para os municípios. A prioridade deverá ser cidades com o menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal. A votação amanhã da LDO é determinante para que os deputados iniciem o recesso parlamentar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)