Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

02/07/2009 17:51

Renegociação de dívidas rurais é prorrogado por 3 meses

Wellton Máximo , Agência Brasil

Brasília - Os produtores rurais ganharam quase três meses para aderir à renegociação do crédito rural inscrito em dívida ativa da União. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) prorrogou para 30 de setembro o prazo de adesão ao parcelamento, que venceu no último dia 30.

Apesar de ter estendido o prazo para renegociar as dívidas, a data limite para liquidar o débito à vista e com desconto permanece sendo 30 de dezembro. O benefício, no entanto, só vale para as operações de crédito rural inscritas na dívida ativa até 29 de maio deste ano.

De acordo com a PGFN, atualmente existem 49,2 mil devedores de crédito rural. O total dos débitos soma R$ 8,2 bilhões.

A dívida poderá ser liquidada à vista ou parcelada em até dez anos, com descontos progressivos. No caso de parcelamento, as prestações serão corrigidas pela taxa básica de juros, a Selic. Além disso, o devedor não precisará apresentar garantias ou incluir bens para ter a renegociação aprovada.

No caso de pessoas físicas, o pedido de renegociação deverá ser feito pelo próprio devedor por meio da central de atendimento do Banco do Brasil, nos telefones 4003-0494 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800-880-0494 (demais localidades). Em relação às pessoas jurídicas, o responsável pela empresa no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou o representante legal deve comparecer às agências do banco.

A adesão também pode ser requerida diretamente nas unidades da PGFN por quem deseja quitar os débitos. Quem obtiver o benefício deverá assumir definitivamente o total da dívida originária do crédito rural e também desistir de questionar os débitos na Justiça. A renegociação não vale para quem desviou recursos do crédito rural.

Edição: Lana Cristina

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)