Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/05/2005 14:15

Renan diz que indicará integrantes da CPI dos Correios

Agência Senado
J. FreitasJ. Freitas

O presidente do Senado, Renan Calheiros, afirmou neste sábado (21) que, como presidente do Congresso, e na hipótese de os líderes partidários não indicarem os parlamentares que irão compor a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que vai investigar denúncias nos Correios, ele mesmo terá que fazer a designação. Em sua opinião, isto não deve ser necessário, pois espera que os líderes indiquem os nomes, mas explicou que a determinação está prevista no Regimento Comum do Congresso que orienta o funcionamento de uma comissão mista e ele terá que cumpri-la.

- Eu tenho um fundamental compromisso com o Brasil, a governabilidade e a sustentabilidade, mas meu limite é o regimento e a Constituição. Considero importante que o Congresso possa investigar, esclarecer e punir, se necessário - disse o senador, acrescentando que já acertou com o presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, a realização da sessão do Congresso, na quarta-feira (25), às 10h, para leitura do requerimento de instalação da CPI.

Renan negou, em resposta à imprensa, que tenha recebido qualquer pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para impedir a instalação da comissão de inquérito ou para favorecer a retirada de assinaturas que sustentam a criação da CPI.

- O presidente Lula disse que não está preocupado com o desdobramento da CPMI e nós não conversamos sobre a questão das assinaturas do requerimento. Ele sabe que eu tenho que agir como presidente do Congresso, mantendo intacta a minha isenção, e não como líder do governo - disse o senador.

Ele disse acreditar que o Congresso não irá interromper seus trabalhos regulares por causa do funcionamento da CPI dos Correios. Para ele, o Legislativo tem condições de funcionar normalmente ainda que outras comissões de inquérito funcionem, além da CPI dos Correios. "Vou mostrar que é possível compatibilizar o funcionamento do Congresso com a investigação política".

Ao ser questionado sobre denúncias publicadas neste final de semana pela Revista IstoÉ, envolvendo os nomes dos senadores Paulo Octávio (PFL-DF) - em questões de suposto superfaturamento de obras com prejuízos para o fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal - e Marcelo Crivella (PL-RJ) - em torno de suspeitas sobre lavagem de dinheiro em paraísos fiscais pela Igreja Universal -, o senador Renan Calheiros disse desconhecer o assunto. Afirmou, porém, que considera indispensável que as pessoas não sejam prejulgadas e tenham o direito de defesa assegurado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)