Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

07/04/2015 15:00

Reinaldo diz que herdou R$ 253 mi em dívidas e "cenário preocupante"

Campo Grande News

André Puccinelli (PMDB) deixou R$ 253 milhões em dívidas com fornecedores e gastos com pessoal, segundo o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que apresentou o resultado da auditoria na tarde de hoje na Governadoria. Ele destacou que o antecessor não deixou dinheiro em caixa para quitar os débitos. O tucano destacou que o cenário herdado foi de “desequilíbrio econômico e preocupante”.

No dia 1º de janeiro deste ano, segundo o governador, o Estado de Mato Grosso do Sul tinha R$ 301,753 milhões em caixa. No entanto, a maior parte dos recursos tinha destino carimbado, como compensação ambiental, Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica) e Plano Previdenciário. Este dinheiro não poderia ser usado para outra finalidade.

Outro problema foi o não cumprimento de três das seis metas do PAF (Programa de Ajuste Fiscal), que poderia resultar na aplicação de multa de R$ 24.813.580,34. A penalidade não foi aplicada porque o Governo estadual assumiu uma dívida de R$ 34 milhões da gestão anterior e transferir para este exercício.

As metas não cumpridas foram superávit primário (as contas públicas registraram déficit em 2014); privatização, permissão ou concessão de serviços públicos, reforma administrativa e patrimonial; e despesas de investimento em relação a Receita Líquida Real.

Outro problema, apontado pela auditoria, é que R$ 410 milhões em empenhos foram cancelados e não liquidados. De acordo com o governador, o problema é que alguns serviços foram feitos e um novo levantamento está sendo realizado para apurar o que será, de fato, cancelado.

Dos R$ 253 milhões em débitos, R$ 143 milhões são valores descontados da folha dos servidores como os empréstimos consignados e a previdência, mas não repassados para os bancos e para a Ageprev (Agência Estadual de Previdência). Outros R$ 110 milhões são com fornecedores por serviços de manutenção e limpeza, contratos de publicidade, convênios terceirizados, entre outros.

Ele disse que a herança de André vai comprometer o orçamento estadual deste ano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)