Cassilândia, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

Últimas Notícias

16/06/2018 14:00

Reinaldo critica uso de verbas federais do esporte e cultura na segurança

Governador afirma que segurança pública precisa de verbas, mas não às custas de setores que também ajudam a coibir a criminalidade

Campo Grande News

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) criticou neste sábado (16) a criação do Susp (Sistema Único de Segurança Pública), anunciado nesta semana pelo presidente Michel Temer, por direcionar para o setor recursos que deveriam ser carreados para a educação e a cultura. Além disso, ele voltou a defender o fechamento das fronteiras como meio de coibir a atuação de facções criminosas.

Temer sancionou na segunda-feira (11) a lei que cria o Susp, prevendo diretrizes para a atuação conjunto de órgãos federais, estaduais e municipais em ações de segurança pública. O sistema será financiado com recursos de loterias federais –que já abastecem a educação, a cultura e o esporte– e terá um plano de ação apresentado até o fim deste ano.

“Essa ação é uma ilusão, porque está retirando recursos de áreas como esporte e cultura para se investir na segurança. É uma fórmula errada”, pontuou Reinaldo, na chegada à feijoada do grupo #Tamojunto no Clube Estoril.

Segundo o governador, seria mais útil criar uma estrutura própria de financiamento da segurança nos Estados –responsáveis pelas polícias militares e civis–, “mas sem prejudicar as outras áreas, porque o esporte e a cultura também ajudam a coibir a violência”, por meio de ações inclusivas e focadas na infância e juventude.

Crime organizado – O governador também comentou ações recentes atribuídas ao crime organizado no Estado –que incluíram o atentado ao prefeito de Paranhos, Dirceu Bettoni (PSDB), baleado ao chegar à sua residência; operações de combate ao tráfico e o contrabando de cigarros; e operações policiais de enfrentamento a líderes de facções dentro dos presídios. Ele voltou a defender o fechamento das fronteiras como forma de enfraquecer as organizações que atuam à margem da lei.

“A única forma de combater esses crimes seriam blindando as fronteiras do Estado. Ia ajudar muito no combate às facções criminosas”, pontuou Reinaldo. O governador frisou que sua gestão “está fazendo a parte dela”, com investimentos no setor. “Tanto que houve aportes superiores a R$ 100 milhões por meio do MS Mais Seguro”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 10 de Dezembro de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 09 de Dezembro de 2018
09:00
Santo do dia
Sábado, 08 de Dezembro de 2018
Sexta, 07 de Dezembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)