Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/06/2007 08:42

Regulamentação de mototáxi: considerada inconstitucional

STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou hoje (18) a constitucionalidade de duas leis do Distrito Federal (DF). Na primeira decisão, por unanimidade, os ministros mantiveram a validade da Lei 3.694/05, que tornou obrigatório o ensino da língua espanhola nas escolas da rede pública local. Na segunda, também em decisão unânime, os ministros cassaram a Lei 3.787/06, que permitia que motocicletas funcionassem como táxi.

As duas leis foram contestadas por meio de Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 3669 e 3679). Julgada improcedente, a ação contra o ensino obrigatório de espanhol para alunos de escolas públicas foi ajuizada pelo o ex-governador Joaquim Roriz. Ele afirmava que a Câmara Legislativa do DF teria invadido competência privativa da União ao legislar sobre diretrizes e bases da educação nacional (artigo 22, inciso XXIV, da Constituição Federal).

A ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, relatora do caso, lembrou que a Constituição Federal permite que não só a União, mas também os estados e o Distrito Federal legislem sobre normas especiais em educação (artigo 24, inciso IX). Ela afirmou, também, que a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) prevê, a partir da quinta série, o ensino de pelo menos uma língua estrangeira moderna, cuja escolha ficará a cargo da comunidade escolar (artigo 25, parágrafo 5º, da Lei 9.394/96).

Já a lei distrital que criou o mototáxi, e regulamentou o seu funcionamento, foi considera inconstitucional exatamente por ter invadido a competência privativa da União para legislar sobre trânsito e transporte (inciso XI do artigo 22 da Constituição). Ao contestar a norma, o procurador-geral da República ressaltou que o serviço poderia gerar danos graves à população por ter sido instituído sem avaliação dos órgãos competentes para tanto.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)