Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/12/2005 07:53

Reforma política pode vir por Emenda Constitucional

Agência Senado

O substitutivo do deputado Marcelo Barbieri (PMDB-SP) à proposta de emenda à Constituição (PEC 446/05) do deputado Ney Lopes (PFL-RN) assimilou projetos de lei em estágio mais avançado da reforma política em tramitação na Câmara. Originalmente, a PEC apenas adiaria, de 30 de setembro para 31 de dezembro deste ano, o prazo para alterações no processo eleitoral de 2006.

Porém, o substitutivo (PEC 446-A/05) prevê a implementação, para as eleições de 2008, das listas preordenadas nas eleições proporcionais, do financiamento público de campanha, das federações partidárias, da redução da cláusula de barreira, do controle dos gastos eleitorais e de limites à divulgação de pesquisas (veja matéria). Essas matérias constavam do projeto de lei aprovado pela Comissão Especial que analisou a reforma política na Câmara.

Barbieri também aproveitou partes do projeto de lei aprovado pelo Senado, de autoria do senador Jorge Bornhausen (PFL-SC), que proíbe a distribuição de brindes, showmícios, camisetas e de pesquisas eleitorais, até 15 dias antes do pleito.

"Se não conseguimos sequer votar a quebra da verticalização, que é quase consensual, como vamos conseguir votar um substitutivo que traz tantas alterações? Perdemos o prazo para fazermos a reforma e temos que assumir essa responsabilidade", afirma o deputado Inaldo Leitão (PL-PB), para quem a Constituição não deve ser alterada em nome da reforma política.

Por outro lado, o deputado João Almeida (PSDB-BA) entende que a reforma política já é esperada há muito tempo e a crise demonstrou que não é mais possível esperar, o que obriga o Congresso a alterar as regras.

João Carlos Teixeira/Repórter do Jornal do Senado

c/agência Câmara

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)