Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/05/2013 14:01

Redução de estacionamento causa preocupação

Campo Grande News/ Mariana Lopes

Há mais de um ano convivendo com as obras de revitalização da avenida Júlio de Castilho, em Campo Grande, comerciantes da região reclamam que, além de as máquinas estarem sempre paradas, a falta de estacionamento na via prejudica o fluxo de clientes nos estabelecimentos.

Ao longo da Júlio de Castilho, alguns trechos estão com as calçadas quebradas há aproximadamente 13 dias, segundo os comerciantes. Por ordem da Prefeitura, apenas 60% do meio-fio poderá ser rebaixado em frente da cada loja, o que dificulta o acesso de veículos na hora de estacionar para ir aos comércios da região.

Proprietário de uma oficina, Givaldo Gonçalves de Souza, 53 anos, afirma que já sente o prejuízo. “De quatro vagas para estacionar que tenho na calçada da minha loja, perdi três, e o fluxo de veículos aqui é muito grande”, pontua o comerciante.

Por enquanto, o problema é apenas de transtornos com as obras paradas e a dificuldade em estacionar em cima das calçadas. Porém, Givaldo ainda tem outra preocupação.

“Foi repassado para nós que em até um ano será proibido estacionar veículos em qualquer trecho da avenida Júlio de Castilho. E daí, como os clientes vão fazer para estacionar, se na calçada também não vai poder? Eu pago meus impostos certinho, mas preciso trabalhar para ter dinheiro”, reclama Givaldo.

Outra comerciante da região é a podóloga Maria Idinha Romero, 37 anos. Proprietária de um salão de beleza, ela tem uma cliente cadeirante que acabou prejudicada também pela falta de acessibilidade. “Não tem nem como ela chegar até a entrada do salão com tudo quebrado desse jeito”, reclama a comerciante.

Os proprietários dos estabelecimentos afirmam que entendem que as obras são necessárias para se ter progresso, mas ressaltam que a reclamação é em relação à demora e o prejuízo que podem ter com a retirada dos estacionamentos.

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Transporte e Habitação de Campo Grande, a obra tem previsão de ficar pronta em agosto deste ano. Até o fechamento desta matéria, a assessoria de imprensa da Prefeitura não deu resposta sobre a situação dos estacionamentos ao longo da avenida.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)