Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/07/2016 09:00

Recém-nascidos podem pegar meningite?

BabyCenter Brasil

Sim. A meningite neonatal é causada com mais frequência por bactérias como a E. coli e o estreptococo do grupo B, além de estafilococos e outros microorganismos hospitalares, e em casos mais raros por uma bactéria chamada listéria. Correm mais risco de ter a doença prematuros e bebês que tenham nascido com menos de 2 kg. Outros bebês também podem pegar meningite, e a doença é mais difícil de diagnosticar nessa fase.

Os especialistas orientam os pais a procurar ajuda médica sempre que sentirem que o bebê não está bem e quando notarem os seguintes sintomas: moleira estufada, olhar parado e pele pálida, manchada ou azulada. Recém-nascidos com meningite podem ter febre, ser difíceis de acordar e se recusar a mamar. Também podem apresentar um choro agudo ou irritabilidade quando são erguidos no colo.

Quando procurar socorro médico?
Um teste caseiro para tentar determinar se uma criança maiorzinha pode estar com meningite é pedir para que ela encoste o queixo no peito. Se não conseguir ou parecer difícil demais, vá para um hospital o quanto antes.

Mesmo sem esses sinais específicos, sempre que o estado geral do seu filho parecer estar se agravando rápido, é melhor procurar ajuda. Confie nos seus instintos. No caso da meningite acteriana, o tratamento precoce com antibióticos é essencial para evitar consequências mais graves.

Como a meningite é diagnosticada?
O diagnóstico é feito com uma punção na espinha: uma agulha é inserida na espinha para obter uma amostra de líquor (ou líquido cefalorraquidiano), que será examinada em laboratório. O procedimento leva poucos minutos e é feito no hospital, sem necessidade de anestesia.

Qual é o tratamento?
Se a meningite for viral, o tratamento se resume ao controle dos sintomas e a repouso. Ela costuma ir embora rápido, mas a sensação de cansaço e a dor de cabeça podem permanecer por mais tempo. Em casos raros, a meningite viral pode provocar uma encefalite, a inflamação do cérebro em si, e não só da membrana que o recobre. Caso isso ocorra, e dependendo do tipo de vírus que se suspeite, os médicos podem recorrer a remédios antivirais.

A meningite bacteriana exige tratamento imediato com antibióticos.
A meningite é contagiosa?
A maioria dos casos de meningite bacteriana surge de forma isolada, mas podem ocorrer surtos de meningite meningocócica. Os médicos receitam antibióticos preventivos para pessoas que estiveram em contato muito próximo com a criança doente (normalmente para quem mora na mesma casa ou colegas próximos de classe).

A transmissão ocorre na maior parte das vezes por gotículas de saliva, como as liberadas em espirros, e em adultos por beijos na boca. As bactérias que causam a doença muitas vezes são habitantes transitórios das mucosas do nariz e da garganta. É possível ter a bactéria sem ficar doente, ou seja, ser um portador são, e mesmo assim transmiti-la para as outras pessoas.

A meningite viral é transmitida como outras doenças causadas por vírus: por secreções orais (tosse, espirro etc.) ou por maus hábitos de higiene, como não lavar as mãos depois de usar o banheiro. Antigamente, a meningite viral era também uma complicação de doenças infantis como sarampo e caxumba, mas a vacina tríplice viral praticamente eliminou essa forma da doença.

Dá para prevenir a meningite?
Hoje em dia, os bebês recebem várias vacinas que ajudam a proteger contra a meningite. O Programa Nacional de Imunizações oferece, gratuitamente, nos postos de saúde, as vacinas contra a bactéria Haemophilus influenzae tipo B (Hib), a pneumocócica conjugada e a meningocócica. Confira o calendário de vacinação do seu filho.

Também é recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria a vacinação contra o meningococo do tipo B, mas nesse caso a vacina tem de ser aplicada em clínicas particulares, pois ainda não está no calendário do SUS.

É uma imunização cara, mas os especialistas afirmam que a gravidade da doença e o elevado número de crianças menores de 1 ano contaminadas justificam a recomendação. Veja como é o esquema no calendário de vacinação do seu filho.

Além da vacina, pesquisas indicaram que a exposição à fumaça do cigarro dentro de casa possa aumentar o risco de a criança ter meningite, além de infecções respiratórias.

Houve um caso de meningite na escola do meu filho. O que eu faço?
É importante que a escola notifique os pais das outras crianças para que eles fiquem atentos a eventuais sintomas. Caso seu filho tenha contato muito próximo com a criança afetada, ou seja especialmente propenso a adoecer, converse com o pediatra para avaliar a necessidade de um tratamento preventivo.

Para isso, você precisará saber se a criança doente teve meningite viral ou bacteriana. A profilaxia só é indicada no caso de doença causada por bactéria, em especial o meningococo ou o Haemophilus influenzae.

Não deixe de avisar a escola se seu filho contrair meningite, e especifique se se trata da forma viral ou bacteriana (e o nome do microorganismo causador, se identificado), para que os outros pais saibam o que fazer no caso de suspeita da doença. Se houver mais de dois casos no período de três semanas, estará estabelecido um surto. A meningite é uma doença de notificação compulsória aos centros de vigilância sanitária.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)