Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/04/2009 16:18

Receita Federal lança novo site para facilitar navegação

Agência Brasil

A Receita Federal lançou hoje (2) uma nova página na internet. O objetivo é facilitar o uso do portal que, no modelo anterior, dificultava interação entre os usuários e a Receita. A última grande modificação visual no site do órgão tinha sido realizada em 2003, segundo informações da própria Receita.

“De alguma maneira, essa página não estava mostrando e aproveitando bem essa potencialidade, que é a internet, porque os serviços na página estavam todos misturados, sem considerar o perfil de quem está buscando aquele serviço”, disse a coordenadora-geral de Integração com o Cidadão, Maria Helena Cotta Cardozo.

Segundo ela, muitas vezes o cidadão desistia de buscar os serviços pela falta de interatividade da página. Agora, ao procurar a página contribuinte encontrará um novo visual com um projeto gráfico considerado leve pelos seus idealizadores.

Logo no início da página, o usuário encontrará opções que o levarão a três grandes grupos de serviço: cidadão; empresa; e aduana e comércio exterior. Um botão em destaque permitirá o acesso aos serviços mais procurados, que poderão ser alterados conforme a demanda dos internautas.

O novo modelo faz parte da estratégia da Receita de melhorar o serviço de atendimento ao cidadão. Em setembro do ano passado, logo após tomar posse, a secretária Lina Vieira, prometeu a melhoria nos serviços prestados pelo órgão. Desde então, um grupo de trabalho foi criado, com um banco de idéias com sugestões para a melhoria do atendimento.

A Receita Federal foi o primeiro órgão público a ter página própria dentro dos ministérios no início da implantação da internet no Brasil, em meados da década de 90. Inicialmente, os serviço da Receita eram oferecidos diretamente na página do Ministério da Fazenda, mas, com o aumento da demanda, foi necessária a criação de um site específico para o atendimento.

“Em 96, foi uma coisa muito nova para a época. A internet estava começando e existia um órgão publico que oferecia interatividade, com serviços em uma página do governo oferecendo o programa [de computador] do Imposto de Renda”, lembra Maria Helena, que acompanhou esse processo.

Até então, o cidadão interessado que quisesse ter o programa e instalá-lo no computador era obrigado a se dirigir a uma unidade da Receita com um disquete para obter uma cópia do software. Depois, tinha que entregar o disquete com as informações em uma agência bancária ou dos Correios.

O segundo passo, de acordo com Maria Helena Cotta, foi colocar a relação das restituições no site, descongestionando o atendimento presencial nas unidades da Receita Federal e também por telefone.

“Nós fomos fazendo modificações à medida que o contribuinte ia pedindo. Depois, chegamos ao que o contribuinte queria, que era entregar a declaração pela internet. Foi necessário desenvolver todo um serviço de criptografia [códigos que aumentam a segurança] etc”, disse.

A coordenadora-geral lembra ainda que a modernização do serviço ajudou os contribuintes no exterior, que passaram a resolver suas questões tributárias por meio da internet.

Entre os destaques recentes dos serviços da Receita Federal está o uso da certificação digital, que serve para identificar os contribuintes por meio de documentos eletrônicos. Informações divulgadas pelo órgão garantem que o contribuinte possa executar operações, protegidas pelo sigilo fiscal, com segurança a partir do uso dessa tecnologia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)