Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/07/2006 13:54

Rastreabilidade passará a ser por propriedade

Fernanda Mathias/Campo Grande News

Não será mais por animal e sim por propriedade que vai funcionar o Sisbov (Serviço de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos). A reestruturação começa a valer em 60 dias a contar de ontem e será apresentada na manhã de segunda-feira aos técnicos da missão da União Européia, em Brasília (DF). Eles estiveram em Mato Grosso do Sul desde sexta-feira da semana passada, visitando rebanhos onde foram confirmados focos de febre aftosa e frigoríficos.

Com o conceito de propriedade aprovada. será exigida a identificação de todos os animais, o controle da utilização de insumos, a descrição do sistema de produção e o registro dos eventos sanitários e de manejo, bem como a participação dos órgãos estaduais de sanidade animal no sistema.

O coordenador do Sistema de Rastreabilidade do Mapa (Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária), Serguei Brener, ressalta que embora adesão ao Sisbov seja voluntária o mecanismo é exigido pela Europa e Chile na compra de carne. O sistema do Sisbov tem hoje mais de 34 milhões de animais cadastrados no País.

Hoje cerca de 80% da produção brasileira de carne bovina ficam no mercado interno. Dos 20% exportados. Embora só 4% se destinem ao Chile e União Européia, há tendência de que outros mercados passem a exigir a rastreabilidade levando os produtores e exportadores a se adaptarem a essas normas. O País tem 79 mil propriedades cadastradas e 65 certificadoras credenciadas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)