Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/01/2004 08:21

Ramez quer debater a Nova Lei de Falências

Agência Senado
Cassilândia NewsCassilândia News

Um dos itens mais relevantes da pauta da convocação extraordinária do Congresso Nacional, o projeto de lei que regulamenta a recuperação judicial, extrajudicial e falência de devedores pessoas físicas e jurídicas que exerçam atividade econômica regida pelas leis comerciais (PLC nº 71/2003), a chamada nova Lei de Falências, será examinado a partir do dia 19 de janeiro pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde o relator é o presidente da comissão, senador Ramez Tebet (PMDB-MS). A discussão da proposta interessa ao governo por fazer parte das medidas de reforma da economia brasileira, importante para aumentar a credibilidade de investidores no país.

O projeto prevê o fim da concordata, instrumento pelo qual o devedor é obrigado a liquidar as dívidas de acordo com as sentenças judiciais que beneficiem os credores. A recuperação judicial e a extrajudicial são os novos caminhos que substituem a concordata no sentido de evitar a falência de uma empresa.

O primeiro mecanismo obriga o devedor a apresentar à Justiça um plano de recuperação, descrevendo a situação da empresa, com sugestões para o pagamento das dívidas. Esse plano deve ser submetido a uma assembléia geral de credores, que pode aprovar, rejeitar ou alterar o plano apresentado. No caso da recuperação extrajudicial, também é elaborado um plano de reestruturação da empresa, que, se aceito em assembléia, deve ser ratificado pelo Judiciário.

- Quero que a nova Lei de Falências seja amplamente debatida. Por isso, pretendo analisar esse projeto com toda a calma e com toda a ponderação, de tal forma que o Senado exercite o seu papel realmente revisor e possa ouvir os mais diversos segmentos da sociedade - afirmou Tebet ao repórter Luís Carlos Fonteles, da Rádio Senado.

Na Câmara, a proposta da nova Lei de Falências esperou 10 anos para ser examinada pelos deputados e enviada para o Senado. Por conta desse fato, o relator acredita que a matéria também exigirá bastante esforço dos senadores para chegar a um texto final moderno que atenda às necessidades do país.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)