Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/05/2016 12:00

Quinta Turma nega habeas corpus a acusado de roubo de gado e máquinas

STJ

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido de habeas corpus a um homem preso há nove meses acusado de integrar uma quadrilha especializada em roubo de máquinas agrícolas e de gado, no interior do Estado de São Paulo.

O acusado foi preso em flagrante com outros cinco comparsas após roubar uma propriedade rural na cidade de São Simão (SP). A defesa solicitou substituição da prisão preventiva por medidas cautelares, alegando que o acusado é réu primário, tem residência fixa e ocupação lícita.

O ministro Reynaldo Soares da Fonseca, relator do caso na Quinta Turma, considerou que a prisão preventiva fora bem fundamentada pelo juízo de primeiro grau. O ministro ressaltou que, durante o roubo, o acusado manteve o vigilante da propriedade rural em cárcere privado por mais de três horas.

Ao negar o habeas corpus, os ministros do colegiado ressaltaram a gravidade do crime de roubo de gado e de máquinas agrícolas em cidades do interior do País. A Quinta Turma encerrou a sessão desta terça-feira com 196 processos julgados.

Quarta Turma

Acompanhando o voto do relator, ministro Luis Felipe Salomão, a Quarta Turma entendeu que os sócios da Avestruz Master sabiam dos riscos do negócio, foram coniventes com os atos ilícitos praticados pela empresa e devem responder pelos prejuízos causados, inclusive com patrimônio pessoal. No mesmo julgamento, o colegiado também condenou a empresa ao pagamento de dano moral coletivo no valor de R$ 100 mil – corrigido monetariamente desde 2005 – pela simulação de contratos de compra e venda de avestruz.

Em outro julgamento relatado pelo ministro Luis Felipe Salomão, a Turma reiterou que o seguro DPVAT não cobre acidente de trem, por não se tratar de um veículo automotor que se locomove por via terrestre, conforme prevê Lei Federal 6.194/74. No caso julgado, o colegiado rejeitou recurso interposto por viúva de homem morto em acidente ferroviário.

Obras de hotel

Na Primeira Turma, pedido de vista interrompeu o julgamento de recurso especial interposto por um proprietário de hotel em Paranapanema (SP) que teve as obras embargadas em ação civil pública.

O Ministério Público, por entender que a propriedade foi construída em área rural, pediu que fosse respeitado o limite de 100 metros das margens do Reservatório Hidrelétrico de Jurumirim e demolido o que já estivesse construído fora desses parâmetros.

A ação foi julgada procedente em primeira e segunda instâncias. A defesa do proprietário do hotel alegou que o empreendimento está construído em área urbana e pediu que fosse declarada a improcedência da ação, assim como mantida a construção do estabelecimento.

O relator, ministro Napoleão Nunes Maia Filho, votou por dar parcial provimento ao recurso para que a autoridade administrativa aprecie o pedido de licenciamento, assim como analise a alegação de que o hotel está construído em área urbana.

O ministro Benedito Gonçalves pediu vista antecipada dos autos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)