Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/05/2008 16:01

Querer parar é fator principal na recuperação do fumante

No Dia Mundial Sem Tabaco (31), diversas campanhas informativas sobre os riscos e conseqüências do fumo, bem como programas para largar o vício, ganham força. Segundo a experiência de um médico entrevistado pelo Primeira Notícia desta sexta-feira (30) porém, essas ações só surtem efeito se a pessoa quiser parar de fumar.



“Não tem jeito; a pessoa que vem porque alguém mandou, normalmente não consegue largar o vício. O ponto principal é ela querer. Uma grande dificuldade que estamos enfrentando é que as substâncias misturadas no cigarro estão com poder de dependência maior. Muitas vezes a pessoa até tem vontade, mas não tem força”, esclarece o médico Airton Martins.



Estudos comprovam que o tratamento feito em grupo tem maior chance de sucesso. Por isso, o Sistema Único de Saúde (SUS) e a Secretaria de Estado de Saúde oferecem, em 35 municípios do Estado, um programa para largar de fumar. “O trabalho é feito em pequenos grupos de até 10 pessoas, mas também há atendimento individual, no caso de graves crises de abstinência”, disse à equipe do radiojornal a gerente técnica do Programa Estadual de Prevenção ao Tabagismo, Albertina Martins.



Diferentes abordagens



As campanhas de prevenção e incentivo ao abandono do vício não têm sido mais padrão. Segundo o médico Airton Martins, a experiência mostra que - conforme o público - a abordagem tem que ser diferente. Um exemplo disso é a decisão da Organização Mundial de Saúde em escolher como tema para a campanha de 2008 “Juventude livre do tabaco”.



“Os jovens estão começando a fumar cada vez mais cedo e eles têm chance muito maior, em função do tempo de fumo, de ter um infarto, mas - para eles - a metodologia de mostrar o lado negativo do cigarro nem sempre funciona. Por isso, buscamos o lado mais estético; dizemos que vai melhorar seu hálito, seu fôlego, seu desempenho físico nos esportes. Nesses casos temos resultados muito maiores”, revela Airton.



No Brasil, existem 30 milhões de fumantes, sendo que 60% são homens. Do total, 80% dizem querer parar, mas apenas 20% conseguem. Um em cada três adolescentes fumantes deve morrer precocemente por causa do cigarro.




Portal do Governo do Estado de MS

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)