Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/11/2011 13:06

Queremos dividir os royalties e não os bandidos do RJ, critica Azambuja

Campo Grande News/ Marta Ferreira

“Enquanto para dividir os royalties são feitas inúmeras discussões, para exportar seus bandidos o Estado do Rio de Janeiro só precisou de um pedido para a Justiça Federal que, prontamente atendeu”. Com essa frase, o deputado federal Reinaldo Azambuja, líder do PSDB na Câmara Federal criticou a vinda para Campo Grande de quatro homens apontados como integrantes do comando do tráfico de drogas na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, decididamente, segundo ele, rapidamente, enquanto a questão dos royalties está indefinida .

Nos próximos dias a Câmara analisa projeto de lei do Senado, que propõe a redistribuição dos royalties, atualmente divididos apenas entre os estados produtores. O pagamento dos royalties é uma espécie de compensação financeira pela exploração do petróleo, por possíveis danos ambientais, por exemplo. A proposta, que tramita em regime de prioridade, será analisada por uma comissão especial, que ainda precisa ser constituída para depois ser votada pelo Plenário da Câmara.

“Enquanto para dividir os royalties são feitas inúmeras discussões, para exportar seus bandidos o Estado do Rio de Janeiro só precisou de um pedido para a Justiça Federal que, prontamente atendeu”, comentou Reinaldo Azambuja

“A população de Mato Grosso do Sul não foi consultada se era a favor ou contra a construção do presídio, tampouco se aceita que sejam exportados para cá os piores bandidos do País”. Indignou-se o parlamentar que promete discutir essa questão com seus colegas da bancada do Estado nos próximos dias.

O traficante Fernandinho Beira-Mar também já cumpriu pena no Presídio Federal de Campo Grande. Ele ficou três anos no local e foi transferido no dia 18 de dezembro de 2010 para a penitenciária federal de Catanduvas, no Paraná. Além dele, já estiveram em Campo Grande, bandidos que encabeçaram a Rebelião de Bangu I, integrantes do PCC, traficantes invasores do morro do Macaco e policiais acusados de participar de grupos de extermínio, lembra o deputado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)