Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/06/2016 10:30

Quem sofre com a psoríase pode ter também as articulações comprometidas

Saúde Plena

Pacientes com psoríase conhecem os sintomas muito bem: manchas avermelhadas e salientes pela pele; escamações acinzentadas (chamadas placas) por todo o corpo — especialmente nos cotovelos, joelhos, umbigo e couro cabeludo —; coceira; prurido e sensação de que algo está, literalmente, queimando a pele. Infelizmente, alguns pacientes com a doença também terão que enfrentar outro grande incômodo: a artrite psoriática (AP), um mal das articulações que pode acometer quem já sofre com o problema de pele. “A doença tem um componente autoimune, mas tem também o componente genético”, explica Sandra Maria Andrade, reumatologista do Hospital Santa Lúcia e membro da Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR).

Segundo a médica, além do fator genético, alguns fatores ambientais podem contribuir para o surgimento da AP. “O descontrole do sistema imune tem um importante componente emocional. Normalmente, a gente considera como uma resposta ao estresse, manifestado na pele.” Maria Andrade estima que 8% dos pacientes com psoríase vão desenvolver a AP. Em 15% dos casos, primeiro vem a lesão de pele, depois os sintomas da artrite. “Geralmente, os sintomas começam com dor articular nas mãos e nos pés, além da rigidez matinal. A pessoa acorda de manhã com certa dificuldade de abrir e fechar as mãos, escovar os dentes, pentear os cabelos”, enumera a especialista.

Para ser diagnosticada a AP, a rigidez precisa ter duração de mais de 30 minutos. Infelizmente, assim como a psoríase, esse tipo de artrite não tem cura. “Quando a doença é infecciosa, ocupacional, em que há como tirar o efeito desencadeador da doença, podemos falar em cura”, reforça a reumatologista Maria Andrade. “Quando não, só se fala em controle. Ainda assim, apenas quando o paciente muda os hábitos de vida, torna-se mais preparado para lidar com o estresse e amadurece. Nesses casos, há a possibilidade de a doença entrar em remissão e nunca mais voltar.”

 

Quem sofre com a psoríase pode ter também as articulações comprometidas
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)