Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/09/2009 11:54

Quadrilha presa por fraude em SP comprou fazenda em MS

Ângela Kempfer, Campo Grande News

A Secretaria da Fazenda de São Paulo e Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) do Ministério Público paulista prenderam membros de quadrilha especializada em transferir créditos irregulares de ICMS para as indústrias de pneus.

O grupo usava o dinheiro da fraude para investir em carro se terras, um das fazendas fica em Mato Grosso do Sul.

Entre os bens, também estão 20 carros de luxo, 4 caminhões, lancha, outra fazenda no Mato Grosso e um rancho em Minas Gerais.

O governo paulista estima que perdeu cerca de R$ 100 milhões nos últimos três anos com a ação desse grupo.

A operação, chamada de "Ouro Branco", é resultado de um ano de investigação e foi realizada para desvendar transações envolvendo o Granulado Escuro Brasileiro (GEB), matéria-prima usada pela indústria de pneus.

Para obter créditos de ICMS por meio de fraude, a quadrilha tinha 6 empresas de fachada e simulava a compra de látex (insumo usado na produção do GEB) de outros Estados, como Minas, para gerar crédito de ICMS, como ocorre nas operações interestaduais. Só que esse insumo era comprado de produtores paulistas. O Estado é responsável por 60% a 70% da produção de látex do País. (Informações da Folha de São Paulo)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)