Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

31/07/2007 18:50

Puccinelli chora e diz que MS é estado 'benjamim'

Marta Ferreira/Sandra Luz/Campo Grande News

Numa fala curta, com direito a choro, o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), voltou a repetir, nesta tarde, o que já havia dito dias anteriores: que pretende que o governo Lula seja um “paizão” para Mato Grosso do Sul.

Na solenidade que marca o anúncio de investimentos do PAC (Programa de Ac eleração do Cresci mento) em Mato Grosso do Sul, orçados em R$ 345,3 milhões, Puccinelli disse que Mato Grosso do Sul ainda é um estado “benjamim”, que ainda carece de investimentos. No dicionário, a palavra quer dizer “o filho mais novo”. Mato Grosso do Sul é um dos Estados mais novos do País, tirando Tocantins, como lembrou o governador.

As bancadas estadual e federal também receberam elogios de Puccinelli, que afirmou ainda, que hoje não há “divisão partidária” na busca por investimentos para MS. Rival de Puccinelli na campanha para governo, o senador Delcídio do Amaral foi citado junto com outro petista, Vander Loubet, deputado federal, e também o aliado Waldemir Moka, também deputado federal.

O Governador citou especificamente o caso de Corumbá para comentar o trabalho que foi feito para incluir MS no PAC, já que não havia essa previsão.

Ao agradecer o governo federal pelos investimentos que estão sendo anunciados hoje, Puccinelli comentou a presença de mais de 60 prefeitos, além dos das três cidades beneficiadas: Campo Grande, Dourados e Três Lagoas. B rincou com a expressão dos prefeitos, dizendo que os olhos deles pediam para que Lula “ se torn paizão de MS”.

Pedidos - Citou ainda os projetos de interesse do Estado para os quais pretende apoio do governo federal. Entre eles citou o poliduto para escoamento de álcool - orçado em mais de R$ 2 b ilhões - a ampliação da rede básica de energia em 2012, “vital” nas palavras do governador; a adequação do aeroporto internacional de Campo Grande como terminal de cargas, visando ser um “epicentro do Mercosul”; e ainda a integração ferroviária entre Maracaju, Dourados, Carcavel (PR) e o Porto de Paranaguá, para que seja escoada a produção.

As bancadas estadual e federal também receberam elogios de Puccinelli, que afirmou ainda, que hoje não há “divisão partidária” na busca por investimentos para MS. Rival de Puccinelli na campanha para governo, o senador Delcídio do Amaral foi citado junto com outro petista, Vander Loubet, deputado federal, e também o aliado Waldemir Moka, também deputado federal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)