Cassilândia, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Últimas Notícias

31/07/2007 18:50

Puccinelli chora e diz que MS é estado 'benjamim'

Marta Ferreira/Sandra Luz/Campo Grande News

Numa fala curta, com direito a choro, o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), voltou a repetir, nesta tarde, o que já havia dito dias anteriores: que pretende que o governo Lula seja um “paizão” para Mato Grosso do Sul.

Na solenidade que marca o anúncio de investimentos do PAC (Programa de Ac eleração do Cresci mento) em Mato Grosso do Sul, orçados em R$ 345,3 milhões, Puccinelli disse que Mato Grosso do Sul ainda é um estado “benjamim”, que ainda carece de investimentos. No dicionário, a palavra quer dizer “o filho mais novo”. Mato Grosso do Sul é um dos Estados mais novos do País, tirando Tocantins, como lembrou o governador.

As bancadas estadual e federal também receberam elogios de Puccinelli, que afirmou ainda, que hoje não há “divisão partidária” na busca por investimentos para MS. Rival de Puccinelli na campanha para governo, o senador Delcídio do Amaral foi citado junto com outro petista, Vander Loubet, deputado federal, e também o aliado Waldemir Moka, também deputado federal.

O Governador citou especificamente o caso de Corumbá para comentar o trabalho que foi feito para incluir MS no PAC, já que não havia essa previsão.

Ao agradecer o governo federal pelos investimentos que estão sendo anunciados hoje, Puccinelli comentou a presença de mais de 60 prefeitos, além dos das três cidades beneficiadas: Campo Grande, Dourados e Três Lagoas. B rincou com a expressão dos prefeitos, dizendo que os olhos deles pediam para que Lula “ se torn paizão de MS”.

Pedidos - Citou ainda os projetos de interesse do Estado para os quais pretende apoio do governo federal. Entre eles citou o poliduto para escoamento de álcool - orçado em mais de R$ 2 b ilhões - a ampliação da rede básica de energia em 2012, “vital” nas palavras do governador; a adequação do aeroporto internacional de Campo Grande como terminal de cargas, visando ser um “epicentro do Mercosul”; e ainda a integração ferroviária entre Maracaju, Dourados, Carcavel (PR) e o Porto de Paranaguá, para que seja escoada a produção.

As bancadas estadual e federal também receberam elogios de Puccinelli, que afirmou ainda, que hoje não há “divisão partidária” na busca por investimentos para MS. Rival de Puccinelli na campanha para governo, o senador Delcídio do Amaral foi citado junto com outro petista, Vander Loubet, deputado federal, e também o aliado Waldemir Moka, também deputado federal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 30 de Março de 2017
Quarta, 29 de Março de 2017
20:34
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)