Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/06/2005 13:48

PT vai esperar decisão do TSE para discutir dízimo

Fabiana Silvestre / Campo Grande News

O PT em Mato Grosso do Sul vai esperar a decisão final do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para discutir internamente a cobrança do dízimo partidário, segundo informa o secretário estadual de Organização do partido, Agamenon do Prado.
A legalidade da cobrança, que pode chegar a até 10% do salário dos filiados que ocupam cargo de confiança no governo, está sendo questionada pelo TSE.
Prado diz que ainda é cedo para avaliar os impactos de uma eventual suspensão do repasse, caso seja esse o entendimento do tribunal. Somente no ano passado, os cofres do PT abocanharam no Estado R$ 1,25 milhão em recursos provenientes principalmente de contribuições de filiados (incluindo políticos) e verbas do fundo partidário. É mais do que movimentaram juntos outros sete partidos que tiveram sua movimentação financeira declarada ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral).
“Teremos que acatar a decisão da Justiça, mas vamos esperar a palavra final para discutir”, diz Prado. Ele destaca que a cobrança é legal e descrita no Estatuto do Partido.
“Baseamos a cobrança na lei orgânica dos partidos e quem se filia ao PT, por exemplo, lê o estatuto, onde está explicado que os membros do partido precisam contribuir”, explica o secretário.
O TSE poderá vetar a prática. Para os cinco ministros que já votaram, o dízimo é ilegal, imoral e contém várias inconstitucionalidades. A decisão final foi adiada para a semana que vem por um pedido de vista do ministro Luiz Carlos Madeira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)