Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

13/11/2006 15:10

PT e PMDB disputam presidência da Câmara Federal


Enquanto formula o desenho do próximo governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também projeta suas ambições políticas sobre o controle do Congresso. Aos protagonistas da sucessão nas presidências da Câmara e do Senado já foi manifestado o desejo de Lula: que o deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP) e o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) permaneçam nos respectivos cargos por mais dois anos a partir de 2007. O cenário da sucessão à Câmara, por ora, é de confronto entre os maiores partidos que deverão integrar a coalizão do presidente: o PMDB e o PT. Ambos reivindicarão a presidência da Casa.

Já no Senado, a reeleição de Renan Calheiros poderá ser conduzida sem grandes sobressaltos. \"O Renan tem o apoio da base e é franco favorito\", disse o ex-líder do governo, Aloizio Mercadante (PT-SP). O peemedebista poderá enfrentar uma candidatura avalizada pela oposição, possivelmente de José Agripino Maia (PFL-RN) ou de Pedro Simon (PMDB-RS). Mas na contagem da base governista a oposição teria no máximo 37 votos.

O PMDB tem a maior bancada nas duas Casas (18 senadores e 89 deputados). Pela tradição, teria o \"direito\" de indicar os dois presidentes. Tradição, essa, quebrada inclusive no primeiro governo Lula, quando o PT embolou o jogo e lançou dois candidatos na Câmara (Luiz Eduardo Greenhalgh e Virgílio Guimarães). Em plena crise da base, Severino Cavalcanti (PP-PE) foi eleito para dar o troco a Lula. \"Nada impede que o PMDB tenha a presidência das duas Casas. O PMDB não venderá barato essa renúncia à presidência da Câmara\", prevê o vice-presidente da Casa, José Thomaz Nonô (PFL-AL), que há mais de duas décadas acompanha tais disputas.



Os deputados peemedebistas reiteram o direito da legenda de apresentar um candidato. Os \"cotados\" -Geddel Vieira Lima (BA), Eunício Oliveira (CE) e até Michel Temer (SP)- negam que já se movimentem nos bastidores. \"A tradição da Casa é de que as maiores bancadas têm direito à presidência da Câmara. Aí eu não tenho dúvida. Acho que o PMDB não deve abrir mão\", disse Temer, presidente do partido.
Ele não descarta \"diálogos e acordos\", desde que o pressuposto da negociação leve em conta a força do PMDB. \"Eu não postulo e não tenho nenhuma pretensão\", disse Temer.



O PT também resolveu atravessar o caminho de Aldo Rebelo. O partido considera que, pelo volume de votos recebidos, é a legenda com maior legitimidade para presidir a Câmara. Nos bastidores, circulam os nomes do líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP), de Walter Pinheiro (PT-BA) e de José Eduardo Cardozo (PT-SP). Entre eles, o que teria maior viabilidade política, de acordo com os pares, é Chinaglia.
Como líder do governo, o nome de Chinaglia tem boa receptividade na oposição. O petista evita qualquer antecipação: \"É cedo para qualquer previsão. As maiores bancadas, naturalmente, têm preferência\".



Cercado pelo PT e pelo PMDB, Aldo Rebelo aguarda os desdobramentos da disputa. \"Disputar a reeleição significaria apresentar uma candidatura que eu não tomarei a iniciativa de apresentar. Na Câmara há outros nomes capazes de unificar a instituição. A minha candidatura não está posta. Creio que não é o momento de propor uma discussão desta natureza\", disse Rebelo. Reservadamente, ele tem dito que só disputará a reeleição se a \"correlação de forças políticas\" permitir.
\"É preciso examinar a sucessão com muita maturidade. O natural é que a base construa um entendimento\", disse o vice-líder do governo na Câmara, Beto Albuquerque (PSB-RS).

Vice-presidente - A disputa na Câmara e no Senado é relevante não apenas pelo controle que seus presidentes têm sobre a pauta de votações e a base aliada -aspecto que interessa ao Executivo-, mas principalmente pela situação adversa que Lula enfrentará a partir de 2007 devido ao estado de saúde do vice-presidente José Alencar. De licença médica, Alencar submete-se a tratamento de um câncer, nos Estados Unidos. O presidente da Câmara é o terceiro homem na linha sucessória. Lula precisa de alguém de sua extrema confiança para ocupar a Presidência diante da necessidade de Alencar se ausentar para tratamentos.




Midiamax News

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)