Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

21/01/2015 15:01

PSDB e PMDB irão dar as mãos?

Manoel Afonso

Se você olhar o histórico de ambos em nosso Estado, é fácil concluir de que entre ambos existem muito mais identidade do que divergências. Os leitores mais antigos lembram inclusive de que por algum tempo, Wilson Martins e alguns companheiros estiveram no PSDB.


Antes mesmo do PMDB apoiar os candidatos tucanos ao Planalto em várias eleições, os sinais de identificação entre tucanos e peemedebistas eram demonstrados nos afagos recíprocos entre Lúdio Coelho e Wilson Martins. Também André e Nelsinho caminharam juntos com os tucanos, elegendo Marisa vice prefeita, senadora e depois indicada ao Tribunal de Contas junto com o então deputado Waldir Neves.


Portanto, o conteúdo armazenado no arquivo da política local, é muito mais significativo do que essa ruptura havida nas eleições da capital e no pleito de 2014. Para os políticos mais experientes, incidentes ao longo do percurso acontecem, mas na maioria das vezes acolhem soluções sem traumas maiores.


Decorrida a primeira quinzena da administração de Azambuja, os sinais de calmaria podem estar começando a aparecer no horizonte. As críticas contra a administração anterior são mais genéricas e menos pessoais contra André; o novo estilo vai se impondo e ganhando aprovação da opinião pública.


Após as eleições na Assomassul, a escolha da nova mesa diretora da Assembleia Legislativa poderá ser um fato importantíssimo para selar o entendimento entre o PMDB e PSDB. Lideranças e deputados envolvidos demonstram maturidade nas declarações, pensando equilibradamente em termos de futuro, sem mágoas ou algo parecido.


A tendência é que, apesar do trabalho de forças ocultas, deve imperar a arte de negociar e contemplando outras siglas, mas com os dois partidos dividindo a presidência e a secretaria. Os bastidores revelam exatamente isso.


Concretizado esse entendimento, estará aberta a porteira para novos entendimentos em projetos da administração estadual e com desdobramento natural nas eleições de 2016. No fundo, as lideranças dos dois partidos sabem que é preciso conservar o juízo, sob pena do risco da concorrência petista.


É que ainda está na memória de muitos, as trapalhadas que permitiram a eleição de Zeca do PT. Cá entre nós; uma lição e tanto.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 25 de Abril de 2017
Segunda, 24 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)