Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/01/2015 15:01

PSDB e PMDB irão dar as mãos?

Manoel Afonso

Se você olhar o histórico de ambos em nosso Estado, é fácil concluir de que entre ambos existem muito mais identidade do que divergências. Os leitores mais antigos lembram inclusive de que por algum tempo, Wilson Martins e alguns companheiros estiveram no PSDB.


Antes mesmo do PMDB apoiar os candidatos tucanos ao Planalto em várias eleições, os sinais de identificação entre tucanos e peemedebistas eram demonstrados nos afagos recíprocos entre Lúdio Coelho e Wilson Martins. Também André e Nelsinho caminharam juntos com os tucanos, elegendo Marisa vice prefeita, senadora e depois indicada ao Tribunal de Contas junto com o então deputado Waldir Neves.


Portanto, o conteúdo armazenado no arquivo da política local, é muito mais significativo do que essa ruptura havida nas eleições da capital e no pleito de 2014. Para os políticos mais experientes, incidentes ao longo do percurso acontecem, mas na maioria das vezes acolhem soluções sem traumas maiores.


Decorrida a primeira quinzena da administração de Azambuja, os sinais de calmaria podem estar começando a aparecer no horizonte. As críticas contra a administração anterior são mais genéricas e menos pessoais contra André; o novo estilo vai se impondo e ganhando aprovação da opinião pública.


Após as eleições na Assomassul, a escolha da nova mesa diretora da Assembleia Legislativa poderá ser um fato importantíssimo para selar o entendimento entre o PMDB e PSDB. Lideranças e deputados envolvidos demonstram maturidade nas declarações, pensando equilibradamente em termos de futuro, sem mágoas ou algo parecido.


A tendência é que, apesar do trabalho de forças ocultas, deve imperar a arte de negociar e contemplando outras siglas, mas com os dois partidos dividindo a presidência e a secretaria. Os bastidores revelam exatamente isso.


Concretizado esse entendimento, estará aberta a porteira para novos entendimentos em projetos da administração estadual e com desdobramento natural nas eleições de 2016. No fundo, as lideranças dos dois partidos sabem que é preciso conservar o juízo, sob pena do risco da concorrência petista.


É que ainda está na memória de muitos, as trapalhadas que permitiram a eleição de Zeca do PT. Cá entre nós; uma lição e tanto.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)