Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/06/2014 17:53

Protestos diminuíram porque não são contra a Copa, diz Ministro

Agência Brasil

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, disse hoje (27) que o número menor de protestos populares durante a Copa do Mundo pode ser explicado pelo fato de as manifestações ocorridas no ano passado não serem contra o Mundial.

"Há manifestações, mas pequenas, sem muita participação popular. As manifestações da Copa das Confederações foram interpretadas equivocadamente como se fossem sobre a Copa. Elas surgiram para protestar contra preço de passagem, problemas de segurança saúde e educação”, disse o ministro, em entrevista no Estádio do Maracanã. Para Rebelo, a Copa do Mundo serviu como um momento de trégua para as insatisfações da população. “Para o Brasil, o futebol não é um esporte como outro qualquer, mas uma forma de identidade da nossa população. Quando o Estado e o mercado chegaram aqui, o futebol já era um grande fenômeno com grandes clubes e ídolos”.

Um estudo da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE) mostra queda no apoio às manifestações populares nos últimos meses. De acordo com o estudo, em agosto de 2013, 75% dos entrevistados apoiavam ou haviam participado de protestos. Em maio de 2014, o percentual caiu para 54%. No ano passado, 25,69% das pessoas desaprovavam as manifestações, contra 45,78% em maio deste ano. Cerca de 3.800 pessoas, em 215 cidades, foram ouvidas no ano passado e este ano sobre o assunto e também para avaliar as políticas públicas. Para integrantes de movimentos sociais e especialistas, a queda na adesão pode estar relacionada aos atos violentos.

De acordo com o ministro, o governo está estudando formas de reduzir o preço dos ingressos e garantir a viabilidade dos estádios após a Copa, cuja manutenção é mais onerosa que a dos antigos estádios. “Que pelo menos uma parte dos ingressos destinada à população de baixa renda do Brasil. Já houve uma reunião com representantes de clubes, gestores e operadores de estádios. A partir daí, foi elaborado um estudo explicando o custo dos ingressos a partir do custo da manutenção”, disse.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)