Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/05/2012 13:38

Protesto de servidores marca sessão na Assembleia

Campo Grande News/ Fabiano Arruda

Servidores da Educação fizeram novo protesto nesta quinta-feira na Assembleia Legislativa durante assinatura de convênio para assinatura de termos para emendas parlamentares ao FIS/2012 (Fundo de Investimentos Sociais).

Dentro do plenário da Casa de Leis ao longo do evento, eles utilizaram nariz de palhaço, apito e cartaz em protesto contra o desconto de um dia no último salário por conta da participação de paralisação da categoria neste mês.

Em determinado momento houve princípio de tumulto. Manifestantes afirmaram que um integrante da segurança do governador André Puccinelli (PMDB), que participava da solenidade, estaria armado no momento em que retirou um cartaz.

O ajudante de ordens do governador, o coronel Cláudio Rosa da Cruz, garantiu que o cartaz só foi retirado, pois denegria a imagem do governador. Ele negou que o segurança estivesse armado.

Durante uso da palavra, Puccinelli garantiu que seguirá o diálogo com os servidores, desde que seja democrático e educado. Ele afirmou que a manifestação não vai interromper o diálogo entre Governo e servidores.

“As portas da Governadoria continuam abertas. Só aconselho: não funcionamos sob pressão”, disse, destacando que respeita o movimento porque faz parte do processo democrático.

Após discursar e a solenidade encerrada, André foi até os manifestantes no plenário e conversou com os principais deles. Pediu que imprensa e segurança ficassem longe.

O governador marcou com o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli, nova reunião para o dia 2 de julho a fim de retomar o diálogo com a categoria.

Lembrou que vai sentar novamente com as categorias em 17 de agosto para retomar negociações sobre salários e planos de cargo e carreiras.

“A manifestação é democrática, mas quando é ampla foge do controle porque três ou quatro viram baderneiros e não querem conversar. Só vociferar”, criticou.

Botareli, por sua vez, diz que a categoria tem 25 mil trabalhadores e avisou que a classe seguirá com protestos em todo Estado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)