Cassilândia, Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2021

Últimas Notícias

31/03/2017 09:27

Protesto contra reforma fecha rodovias que levam a PR, MT, SP e Bolívia

Aline dos Santos e Leonardo Rocha, Campo Grande News
Em Três Lagoas, rodovia 262 foi interditada. (Foto: Divulgação/Fetems)Em Três Lagoas, rodovia 262 foi interditada. (Foto: Divulgação/Fetems)

 

 

 

O comando das mobilizações do protesto contra a reforma da Previdência informa que são oito rodovias federais fechadas em Mato Grosso do Sul, enquanto a PRF (Polícia Rodoviária Federal) contabiliza quatro pontos de interdição.

Oa bloqueios são em Sonora (na BR-163, próximo da divisa com Mato Grosso), Mundo Novo ( BR-163, perto da divisa com o Paraná), Três Lagoas (BR-262, próximo à ponte da divisa com São Paulo), Corumbá (BR-262, no antigo pedágio que dá acesso à Bolívia), Aparecida do Taboado (BR-158, no trevo que dá acesso a São Paulo).

Além de Bataguassu (BR-267, no Porto XV), Jardim (BR-267) e Sidrolândia (BR-060). A PRF registrou bloqueios em Sidrolândia, Três Lagoas, Sonora e Corumbá. Os bloqueios envolvem 1.200 pessoas. As rodovias são abertas de meia em meia hora.

“Estou aqui em Mundo Novo, no bloqueio da BR-163, desta vez não é apenas uma manifestação dos professores e sim de vários sindicatos. Vamos continuar nossa luta contra a reforma da previdência, que junto com as mudanças na terceirização, não vai deixar mais o trabalhador aposentar”, afirma o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), Roberto Botarelli. Uma greve geral foi agendada para 28 de abril.

Nesta sexta-feira (dia 31), as mobilizações também acontecerão em diversos pontos de Campo Grande. Às 9h, acontece ato dos bancários na rua Cândido Mariano. À tarde, às 15h, a mobilização é dos funcionários e acadêmicos da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). A universidade também terá um sarau cultural contras “os retrocessos do Governo Temer”.

“Nós começamos com um protesto em uma obra da MGR, com 300 funcionários próximo ao Shopping Campo Grande, e agora seguiremos para os demais atos. No centro vamos fazer a panfletagem e depois a tarde iremos para UFMS, estamos neste ato junto com a CUT, UGT, Nova Central e Força Sindical”, diz o presidente do Sintracom (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil e do Mobiliário) de Campo Grande, José Abelha.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 24 de Fevereiro de 2021
Terça, 23 de Fevereiro de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)