Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/05/2016 14:00

Prostatite. Como é o diagnóstico e quais os tratamentos disponíveis?

Portal Med

O diagnóstico de prostatite envolve a exclusão de outras doenças que podem estar causando os sintomas e a determinação do tipo de prostatite apresentada pelo paciente.

O médico, geralmente um clínico geral ou um urologista, questiona sobre a história clínica e os sintomas e em seguida faz um exame físico. Ele examinará o abdome, os órgãos genitais e provavelmente fará um toque retal. Durante o exame de toque retal, o médico irá inserir um dedo, com luva lubrificada, no reto do paciente. Este exame permite que o médico seja capaz de sentir a superfície, o tamanho e a consistência da próstata e julgue se a glândula está aumentada, com nódulos, lisa, irregular, dura ou mole.

Após o exame físico, às vezes faz-se necessária a solicitação de exames complementares.

Uma ultrassonografia transretal, podendo ter ou não a necessidade de uma biópsia, muitas vezes é solicitada para esclarecer o diagnóstico.

Outros exames que podem ser necessários:

Dosagem do PSA, que pode estar elevado nas prostatites.

Análises de urina ou sêmen para verificar sinais de infecção.

Hemocultura. Este teste é utilizado para ver se há sinais de infecção no sangue.

Exame de cistoscopia. O médico pode usar um instrumento chamado cistoscópio para examinar a uretra, a bexiga e a próstata. O cistoscópio é um pequeno tubo com uma lente de luz e de aumento ou com uma câmera que é inserido através da uretra, chegando na bexiga. Este exame é utilizado para excluir outras condições que possam estar causando os sintomas.

Testes urodinâmicos. O médico pode solicitar testes usados para verificar o quão bem você pode esvaziar sua bexiga. Isso ajuda a entender o quanto a prostatite está afetando a capacidade de urinar.

Prostatite altera o PSA?

A prostatite pode aumentar os níveis de antígeno prostático específico (PSA) no sangue, uma proteína produzida pela próstata. A dosagem de PSA é geralmente utilizada para triagem do câncer de próstata. Células cancerosas produzem mais PSA do que as células não cancerosas, causando aumento dos níveis do PSA em casos de câncer. Estes níveis elevados podem indicar a presença de um câncer de próstata. No entanto, outras condições que não são câncer de próstata, incluindo a prostatite, podem aumentar os níveis de PSA.

Não há nenhuma evidência direta de que a prostatite pode levar ao câncer de próstata.

Quais os tratamentos e medicamentos disponíveis para a prostatite?

Os tratamentos variam dependendo da causa subjacente. Eles podem incluir:

Antibióticos. Este é o tratamento mais comumente prescrito para a prostatite. A escolha do antibiótico será baseada no tipo de bactéria que causa a infecção. Caso os sintomas sejam graves, o médico pode optar pelo tratamento por via endovenosa. É provável que o uso de antibióticos por via oral possa se estender por quatro a seis semanas e na prostatite crônica ou recorrente às vezes é até mais prolongado. Usar as medicações prescritas como indicado, mesmo se você estiver se sentindo melhor, é fundamental para o sucesso terapêutico. Caso contrário o tratamento pode não funcionar. Caso os antibióticos não funcionem, a prostatite pode ser causada por algo diferente de uma infecção bacteriana.

Bloqueadores alfa-adrenérgicos. Estes medicamentos ajudam a relaxar o colo da bexiga e as fibras musculares no local em que a próstata se une à bexiga. Este tratamento pode diminuir os sintomas da dor ao urinar. Efeitos colaterais comuns incluem dores de cabeça e diminuição da pressão arterial.

Analgésicos. Analgésicos como a aspirina ou o ibuprofeno ajudam a aliviar a dor. As doses corretas devem ser indicadas pelo médico assistente, pois o uso excessivo desses medicamentos pode causar problemas.

Outros potenciais tratamentos para a prostatite estão sendo estudados. Estes tratamentos incluem terapia com calor com um dispositivo de microondas e medicamentos à base de extratos vegetais.

Quais mudanças no meu estilo de vida podem ajudar a aliviar os sintomas da prostatite?

Em caso de dor, um banho quente de assento pode ajudar no alívio do sintoma.

Limitar ou evitar o álcool, cafeína e alimentos picantes ou ácidos. Restrições na dieta só são necessárias caso o paciente observe que este tipo de alimento piora os sintomas.

Caso trabalhe sentado por muitas horas, use um travesseiro ou almofada inflável para aliviar a pressão sobre a próstata.

Evite andar de bicicleta ou tenha uma bicicleta com banco acolchoado para aliviar a pressão sobre a próstata.

Biofeedback. Este é um método para ensiná-lo a usar seus pensamentos para controlar seu corpo. Um especialista em biofeedback utiliza equipamentos de monitoramento de sinais para ensinar-lhe controlar as funções do corpo e as respostas certas, incluindo relaxar os músculos. Alguns estudos pequenos têm sugerido o benefício deste processo para controlar a dor associada à prostatite.

Acupuntura. Este tipo de tratamento envolve a inserção de agulhas muito finas através de sua pele, em diferentes profundidades em alguns pontos do seu corpo. Alguns estudos pequenos demonstraram que a acupuntura pode ajudar com os sintomas de prostatite.

Quais são as complicações de uma prostatite não tratada corretamente?

As complicações de prostatite podem incluir:

Infecção bacteriana do sangue (bacteremia).
Inflamação do epidídimo (epididimite).
Abscesso na próstata.
Anormalidades no esperma e infertilidade (isso pode ocorrer nos casos de prostatite crônica).
É importante lembrar que a prostatite não é contagiosa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)