Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/03/2007 12:40

Proposta sobre regência é aceita por professores

Maristela Brunetto e Nadyenka Castro - Campo Grande News

Os representantes dos sindicatos municipais de professores aprovaram esta manhã, em assembléia na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), a proposta do governo estadual de pagar o reajuste da regência a partir do mês de maio. Ela deveria subir de 80 para 100% do vencimento em fevereiro, mas isso não ocorreu e inicialmente o governo sinalizou com a regularização em agosto. Foram 59 votos a favor do acordo e sete contra.

A decisão referente a agosto motivou a definição de protesto, que ocorreria hoje, mas foi cancelado com o recuo do governo. Pela proposta atual, a regência passa a ser paga normalmente sobre o vencimento de abril e o atrasado será liberado nos meses de outubro e novembro.

Rejeitaram acordo com o governo os representantes de Mundo Novo, Aparecida do Taboado, Naviraí, Ribas do Rio Pardo, Porto Murtinho, Aquidauana e Ponta Porã. O grupo falou em nome de dois mil professores. Entre as alegações estão a de que a regência é prevista em lei. Ela foi aprovada em 2004, como forma de complementar o vencimento de professores.

Começou correspondendo a 60% do salário, subindo para 80% em fevereiro de 2005 e deveria ocorrer elevação a 100% no salário de fevereiro deste ano. Com a correção, os salários subiriram em até R$ 100, um acréscimo de R$ 2 milhões na folha.

Na assembléia, foi informado que a Fetems colocará três técnicos para monitorar as contas do governo, que adotou o corte dentro de um pacote de medidas para enxugar o custeio. Para este mês, os cortes devem representar R$ 14 milhões, segundo disse ontem o governador André Puccinelli. Ele mandou os representantes de cada pasta manterem em 20% a redução nas despesas.

A ex-presidente da entidade, Mara Carrara, que integra a atual direção e é vice-presidente do sindicato de Três Lagoas, disse que o grande mérito da discussão foi deixar aberto um canal de negociação com o governo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)