Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/03/2004 09:27

Proposta paralela da reforma tributária será dividida

Agência Brasil

Os deputados da Comissão Especial da reforma tributária decidiram dividir a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que trata do sistema de impostos. O objetivo é cumprir o acordo com governadores que permitiu a aprovação, na Câmara, da medida provisória que trata da Cide, o chamado imposto dos combustíveis.

Os governadores só apoiaram a medida com a garantia de que seria aprovada, o mais rápido possível, uma emenda constitucional aumentando de 25% para 29% a parcela da Cide que a União tem que dividir com Estados e Municípios.

Na próxima terça-feira, o relator da comissão, deputado Virgílio Guimarães (PT-MG), vai apresentar um substitutivo tratando apenas do artigo da Constituição que trata da Cide. Os demais itens da proposta original do Senado deverão constituir uma nova PEC, a ser analisada pela mesma comissão especial, considerada já aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Redação. Será reaberto prazo de apresentação de emendas para esta nova PEC. "Vamos destacar o artigo 159, portanto vamos dividir a PEC em duas: o artigo 159 e o restante. E assim teremos uma aprovação muito rápida da Cide, antes mesmo da MP ser votada no Senado", disse.

Segundo Virgílio Guimarães, a alteração no percentual de partilha da Cide pode ser aprovada ainda na terça-feira na comissão especial, para chegar ao plenário da Câmara na semana seguinte. Os outros assuntos tratados na proposta de reforma tributária, como a unificação da legislação do ICMS, vão continuar tramitando na comissão especial. Virgílio Guimarães disse ainda que, à medida em que houver consenso sobre cada tema, a intenção é continuar fatiando a proposta, para acelerar a promulgação das matérias.

As informações são da Agência Câmara

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)