Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019

Últimas Notícias

07/01/2008 14:11

Proposta formaliza atividades de camelô e feirante

Projeto de lei apresentado pela deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) reconhece a atividade de camelôs e feirantes e cria regras para a formalização dos negócios realizados por esses comerciantes. O PL 1061/07 isenta a categoria de uma série de impostos, entre os quais o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ).

Em compensação, o texto inclui os camelôs e feirantes entre os que devem recolher o Imposto sobre a Importação de Produtos Estrangeiros e as contribuições para a Seguridade Social, relativas ao trabalhador e ao empresário, na qualidade de contribuinte individual. O projeto mantém o IOF e o Imposto de Renda de Pessoa Física para os comerciantes informais.

O projeto ainda obriga camelôs e feirantes a vender mercadorias acompanhadas da comprovação de sua aquisição legal e atender os requisitos sanitários, de qualidade e garantia ao consumidor. No caso de produtos de origem estrangeira, o vendedor deverá comprovar sua importação regular e o pagamento dos tributos na importação.

Previdência Social
Vanessa Grazziotin lembra que a economia informal cresceu muito em razão do desemprego e das dificuldades enfrentadas para a formalização dos negócios das pequenas empresas. "É necessária, portanto, a adoção de medidas que facilitem o cotidiano dos camelôs e feirantes e, ao mesmo tempo, induzam seu ingresso na Previdência Social e a regularização de suas empresas, de acordo com o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte", disse.

Sobre as críticas de que o projeto poderia ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar 101/2000), a deputada lembra que "não se pode falar em renúncia fiscal onde não há atualmente nenhum tipo de arrecadação". Segundo ela, camelôs e feirantes hoje não pagam nenhum tipo de tributo, por desenvolver atividade informal. "Pelo contrário, o projeto vai levar naturalmente a que paguem, pela primeira vez, tributos ao Estado brasileiro".

Tramitação
A proposta será analisada em caráter conclusivo nas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.



Agência Câmara

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Janeiro de 2019
Terça, 22 de Janeiro de 2019
09:00
Santo do dia
Segunda, 21 de Janeiro de 2019
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Domingo, 20 de Janeiro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)