Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/02/2004 10:42

Proposta beneficia trabalhador com mais de 40 anos

Agência Câmara

A Comissão de Constituição e Justiça e de Redação (CCJR) avalia o Projeto de Lei 1648/03, do deputado Átila Lins (PPS-AM), que altera os programas do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A proposta pretende aplicar o excesso de verbas destinadas a esses programas para reinserção do trabalhador acima de 40 anos no mercado de trabalho.

DESEMPREGO
O autor da matéria destaca que a situação dos jovens também é preocupante, mas lembra que eles são beneficiados pelo programa Primeiro Emprego lançado pelo Governo. Esse programa concede incentivos aos empresários que contratarem jovens sem experiência no mercado de trabalho.
No entanto, Átila Lins ressalta que "não se pode desconsiderar que, ao longo da década de 90, a situação do mercado de trabalho também se deteriorou para os trabalhadores mais velhos". O parlamentar estima que as taxas de desemprego dos trabalhadores acima de 40 anos, mesmo sendo inferiores a dos jovens, cresceram substancialmente no período de 1995 a 1999, chegando a representar o dobro das taxas de desocupação verificadas em 1991.
"O principal problema do aumento do desemprego entre os trabalhadores mais velhos reside no fato de que a renda familiar é altamente dependente dos rendimentos desse grupo de indivíduos, que são em sua maioria chefes de família e recebem remunerações superiores às dos demais integrantes do domicílio", afirma.

ANDAMENTO
O PL 1648/03 foi apensado ao Projeto de Lei 3879/93, do deputado Paulo Rocha (PT-PA), que aumenta o período de concessão do benefício auxílio-desemprego de quatro para oito meses. Tramitam juntas ao projeto principal (3879/93) outras 19 proposições.
A matéria está na CCJR, onde será relatada pelo deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). Depois, o projeto será votado pelo Plenário da Câmara.



Reportagem - Claudia Lisboa
Edição - Natalia Doederlein

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)