Cassilândia, Quinta-feira, 20 de Junho de 2019

Últimas Notícias

23/05/2019 17:30

Proposta amplia rol de quem pode ser representado por preposto diante de Juizado

Agência Câmara

O Projeto de Lei 1606/19 inclui o titular de empresa individual de responsabilidade limitada e a pessoa física em razão do ofício ou profissão no rol daqueles que poderão ser representados por preposto credenciado, caso sejam demandados perante os juizados especiais. Atualmente, a lei já permite que o réu, sendo pessoa jurídica ou titular de firma individual, seja representado por preposto.

A proposta está em análise na Câmara dos Deputados. O texto altera dispositivos das leis dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais (9.099/95) e de Fazenda Pública (12.153/09) dos Estados e do Distrito Federal e da Lei do Juizado Especial Federal (10.259/11).

O autor, deputado Laercio Oliveira (PP-SE), disse que atualmente a falta de clareza processual leva o magistrado a exigir a presença física dessas pessoas, as quais estão na condição de réu em virtude da profissão. Às vezes, afirmou, devem se fazer presentes em audiências espalhadas por todo o Brasil, tendo em vista a regra de competência territorial para processamento das ações.

“O projeto visa impedir que continuem a ocorrer as discussões nos tribunais a respeito da validade dos atos processuais praticados por aquele que está munido da carta de preposição para atuar em nome do empresário individual de responsabilidade limitada ou da pessoa física em razão do seu ofício ou profissão, que, por um motivo ou outro, não pode comparecer ao Juizado Especial”, disse.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 20 de Junho de 2019
Quarta, 19 de Junho de 2019
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)