Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/07/2006 08:19

Propaganda eleitoral não poderá ser ao vivo

TSE

A Justiça Eleitoral considera inviável que a presença física e de viva voz do candidato possa substituir a propaganda eleitoral gratuita gravada e distribuída em cadeia nacional de rádio e televisão. Foi o que afirmou nesta sexta-feira o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ao responder negativamente a Consulta 1273 do senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT).
O senador levantou o questionamento, considerando a possibilidade de algum partido não conseguir apresentar em tempo hábil o programa gravado. Aduziu que a dispensa da pré-gravação da propaganda eleitoral contribuiria para reduzir os custos das campanhas.
O relator da Consulta, ministro Cesar Asfor Rocha (foto), no julgamento iniciado nessa quinta-feira (29), já havia dado parecer contrário ao questionamento. O julgamento foi suspenso, contudo, com pedido de vista do ministro Marco Aurélio, que julgou prudente requisitar parecer técnico sobre o assunto.
De posse da análise técnica, o ministro Marco Aurélio reapresentou a questão ao plenário do TSE, reunido extraordinariamente na tarde desta sexta-feira, e observou que existem empecilhos a impedir a resposta positiva à Consulta do senador. De acordo com o ministro, "não há como garantir sincronia de tempo entre as várias emissoras de rádio e TV se a geração não for única", o que afetaria, na prática, a isonomia de tratamento entre os candidatos.
O presidente do TSE lembrou, ainda, que em algumas regiões do país só há cobertura de um satélite, o que implica em dificuldades na ocupação de espaço, colocando a operação em risco. Razão porque a Resolução 22.158 do TSE determina que os programas devem ser gravados "de forma compatível com as condições técnicas da emissora geradora".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)