Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/09/2010 10:17

Promotor quer teste de leitura e escrita com Tiririca

Folha On Line

O promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, pediu neste sábado autorização da Justiça Eleitoral para fazer um teste de escrita e leitura com o candidato a deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca (PR).

\"Existe uma suspeita séria de que esse homem é analfabeto. É preciso saber se ele tem condição de ser candidato\", afirmou o promotor.

Lopes quer que Tiririca passe pelo exame na segunda-feira. Se a Justiça determinar, o candidato terá que fazer um ditado e uma leitura de um trecho da Constituição.

A lei eleitoral permite o voto dos analfabetos, mas proíbe a candidatura deles.

A suspeita do promotor acontece depois de reportagem da revista \"Época\" mostrar indícios de que Tiririca é analfabeto.

Para a revista, o humorista Ciro Botelho que escreveu o livro \"As piadas fantárdigas do Tiririca\" afirmou que o candidato não sabe ler ou escrever. A reportagem também descreve situações em que o candidato mostra dificuldade de leitura.

O promotor contou que foi hoje ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo pessoalmente, mas não encontrou juízes para aceitar o pedido.

Quando se registrou, Tiririca apresentou uma carta afirmando que sabe ler e escrever.

CARTILHAS

O promotor também disse que vai protocolar um pedido contra um polêmico gibi distribuído pela campanha de Tiririca.

Para ele, o gibi pode ser considerado brinde porque é distribuído preferencialmente para crianças.

\"Se a revista for propaganda, é uma coisa. Se ela for considerada um brinde, é outra coisa.\"

Na publicação, que leva na capa a sigla de seu partido, o PR, cada frase séria com ideias do candidato vem acompanhada de uma piada.

Na página que leva o texto \"os idosos, que tanto trabalharam pelo Brasil, não foram esquecidos por Tiririca\", o humorista aparece abraçado a um casal de velhinhos e afirma, em um balão: \"Essa véia ainda dá um caldo\".

FALSIDADE IDEOLÓGICA

O pedido do exame não é o primeiro que o promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes faz contra Tiririca.

No dia 20, ele denunciou o palhaço por falsidade ideológica, que foi recebida pela Justiça.

Em entrevista concedida à revista \"Veja\", o humorista afirmou que declarou ao TSE não possuir bens, pois teria colocado todo o seu patrimônio em nome de terceiros, depois de responder a processos de sua ex-mulher.

O promotor pediu a quebra dos sigilos fiscal e bancário de Tiririca, assim como cópias de processos contra ele que tramitam em segredo de Justiça no Ceará.

Pela mesma entrevista e pelo mesmo motivo, a Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo --órgão do Ministério Público Federal-- encaminhou ofício à Justiça Eleitoral no último dia 10 para adoção das medidas cabíveis contra possível crime eleitoral cometido por Tiririca.

Procuradoria

As reclamações do promotor contra Tiririca já obrigaram a Procuradoria a soltar uma nota para dizer que o slogan \"pior do que está não fica\" não pode ser considerado crime eleitoral.

No texto, a procuradoria lembrou que o promotor não tem atribuição de impugnar candidaturas ou tratar de propaganda irregular.

Para Lopes, a propaganda do candidato é irregular por passar mensagens subliminares. Ele também disse que Tiririca não poderia aparecer no horário eleitoral gratuito vestido de palhaço.

O promotor ainda critica o fato da Procuradoria não ter dado atenção aos seus pedidos.

Até o momento o candidato não foi encontrado para comentar o pedido do promotor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)