Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/01/2008 14:41

Projeto torna escolaridade critério para pena judicial

A Câmara analisa a inclusão da escolaridade entre os critério para a definição de penas criminais. A medida está prevista no Projeto de Lei 1519/07, do deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), que modifica o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40). Atualmente, são critérios para a definição da pena: a culpabilidade; os antecedentes; a conduta social e a personalidade do agente; os motivos, as circunstâncias e conseqüências do crime; e o comportamento da vítima.

De acordo com a proposta, o juiz considerará a escolaridade do agente para aumentar a pena-base, "presumindo a completa consciência da ilicitude do fato quando o condenado possuir grau de ensino superior".

Três etapas
Atualmente, para definir a pena-base, o juiz inicialmente avalia as circunstâncias chamadas "judiciais" e considera os critérios estabelecidos pela legislação, como culpabilidade e antecedentes. Na segunda etapa, o juiz aumenta ou diminui a pena-base, de acordo com algum agravante, estabelecendo uma pena provisória.

Já na terceira etapa, o juiz parte da pena provisória para aumentá-la ou diminui-la, de acordo com a constatação da ocorrência de alguma causa especial de aumento ou de diminuição da pena. Nessa etapa, é fixada a pena definitiva a ser cumprida pelo condenado.

Aperfeiçoamento
Para o autor da medida, o objetivo "é permitir o aperfeiçoamento da avaliação das circunstâncias judiciais pelo juiz, acrescentando de forma objetiva o critério da escolaridade do agente como circunstância legal capaz de agravar a pena definitiva fixada". Segundo Itagiba, a escolaridade contribui para o conhecimento da ilicitude pelo autor do fato e, por isso, deve ser levada em conta na avaliação judicial.

Tramitação
O projeto será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e, depois, será votado pelo Plenário.



Agência Câmara

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)